sexta-feira, 17 de outubro de 2014
6

[CONHECENDO O AUTOR] Entrevista - Graciela Mayrink

Olá pessoal!
Hoje tem entrevista com a querida Graciela Mayrink, autora os livros Até Eu Te Encontrar (resenha aqui) e A Namorada do Meu Amigo.

Vamos conhecê-la? :)

Literalizando Sonhos - Quem é a autora Graciela Mayrink?
Graciela Mayrink - Sou uma pessoa normal (risos). Sou calma, bem caseira, viciada em séries, cinema e, claro, livros. Sou uma leitora compulsiva, não consigo ficar sem ler e sempre leio mais de um livro ao mesmo tempo. Adoro viajar e sair para comer com minha irmã Flávia e minhas amigas, e também ficar em casa com minhas cachorrinhas, que são as minhas companheiras diárias de escrita. Sou uma pessoa tímida até conhecer os outros, depois me solto. Estou sempre pronta para ajudar os amigos e levo muito a sério a amizade. Quando sou amiga, sou amiga até o fim.

L.S. - Há quanto tempo você escreve?
G. M. - Desde pequena escrevia pequenos versos, poeminhas. Eu e minha irmã brincávamos de criar livros e revistas. Quando adolescente, comecei a escrever romances. Escrevia como um hobby, para passar o tempo e liberar os sentimentos, sempre fui uma pessoa fechada. Escrever mesmo, de forma profissional, para publicar, foi só em 2008.

L.S. - Como surgiu a ideia de escrever "A Namorada do Meu Amigo"? O que te inspirou a escrevê-lo?
G. M. - Eu gosto de histórias que envolvam a amizade e quis fazer uma onde uma grande amizade pudesse ser abalado por um outro sentimento, que no caso escolhido foi o amor. Espero ter conseguido passar o que queria para o papel. A ideia inicial foi em cima dos Três Mosqueteiros, que amo. O lema deles (Um por todos, todos por um) caía como uma luva para minha história, então usei do artifício de três amigos inseparáveis.

L.S. - Quanto tempo você demorou para escrevê-lo?
G. M. - Levei nove meses para concluir a história, sem contar o tempo depois revisando e melhorando.

L.S. - Porque os leitores devem ler "A Namorada do Meu Amigo"?
G. M. - É muito difícil falar porque alguém deve ler meu livro. Acho que se a pessoa gosta de uma leitura leve, dinâmica, com muito diálogo, um livro divertido, para passar o tempo, ele é uma boa escolha. Quem curte histórias de amizades fortes provavelmente vai gostar dele.

L.S. – Fale um pouco sobre “Até Eu Te Encontrar”, seu primeiro livro:
G. M. - Costumo brincar que Até Eu te Encontrar é um livro fofo (risos). Nele, eu brinco com o encontro com a sua alma gêmea, o fato de gostar do cara errado (e continuar querendo gostar dele), falo das grandes amizades que construímos no nosso caminho e que levamos para a vida toda. É um romance leve, que dá pra ler rápido porque tem muito diálogo, é bem objetivo e com todo o clima universitário de uma pequena cidade de Minas.

L.S. - Você tem alguma rotina para escrever, alguma disciplina, um horário determinado ou escreve quando surge oportunidade?
G. M. - Sim, todo escritor deve ter uma disciplina, ou então se perde entre as tarefas diárias. Eu escrevo mais de tarde, que é o momento mais calmo aqui em casa.

L.S. - O que você está lendo no momento? Qual seu gênero de leitura preferido? E autor, algum preferido?
G. M. - Estou lendo vários livros... Não consigo ler apenas um de cada vez. Vamos lá, o que estou lendo agora: O manipulador (John Grisham), Ecos do Futuro - Parte 1 (Diana Gabaldon), O tempo entre nós (Tamara Ireland Stone), A Máquina de Contar Histórias (Maurício Gomyde), Diálogos Impossíveis (Luis Fernando Verissimo). Eu não tenho um gênero de leitura específico, costumo ler um pouco de tudo. O que mais curto é policial, suspense, algo com guerras (amo livros de guerra). Autores que curto são: Luis Fernando Verissimo, Fernando Sabino, Anne Rice, John Grisham, Harlan Coben, Bernard Cornwell, Nicholas Sparks e Nick Hornby.

L.S. - O que acha da nossa literatura? Ou melhor, o que tem a dizer sobre a literatura nacional?
G. M. - A literatura nacional está tomando seu espaço. Antigamente existia um preconceito com o autor nacional, as pessoas diziam que livros nacionais eram chatos. Hoje, isto está mudando. A nova geração não tem preconceito, eles gostam do contato direto com o autor, de encontra-los em bienais, eventos literários, adicionar os escritores em suas redes sociais. E os novos autores estão tomando conta do mercado, há muito livro nacional excelente sendo lançado, basta o leitor procurar.

L.S. - Para você, qual importância dos blogs literários na divulgação de livros/autores nacionais?
G. M. - Os blogs são muito importantes para os escritores. O fato dos blogueiros divulgarem nossas capas, falarem sobre o lançamento, colocarem resenhas dos nosso livros, fotos nos eventos, tudo isso faz com que um livro se torne ainda mais conhecido. Eu amo blogueiros e adoro ter contato com eles nos eventos literários e redes sociais.

L.S. - Quais são seus próximos projetos na área literária?
G. M. - Esta semana eu terminei de escrever meu livro que será lançado em 2015. Meu foco está todo nele, no momento estou revisando e melhorando algumas cenas. Espero fazer isso tudo até o próximo mês e aí, em dezembro, começo a trabalhar em uma nova história.

L.S. - Agradecemos pela entrevista. Gostaria de deixar alguma mensagem para os nossos leitores?
G. M. - Espero que os leitores do blog passem a apoiar ainda mais a literatura nacional. É muito difícil conseguir espaço porque os livros estrangeiros já chegam como best-sellers. Fazer uma pessoa entrar em uma livraria e escolher nosso livro ao invés de um internacional é algo bem complicado, mas a divulgação dos leitores tem ajudado a melhorar isso cada vez mais. Então meus únicos pedidos são: se ler um livro nacional e gostar, indique-o para todo mundo que você conhece. E dê livros de presente. Eu só dou isso para todos que conheço. O livro é um presente maravilhoso e bem barato, é só ficar atento às promoções ;)



6 comentários:

  1. Oi Li,
    Awwwn eu adoro a Graci, ela é uma fofura de pessoa e adorei conhecê-la na Bienal.
    Eu estou escrevendo um livro (bom, tentando) e preciso seguir essas dicas dela de ter um horário fixo pra escrever, porque me distraio demais kkk Eu adorei Até eu te encontrar, mas infelizmente não curti o último livro da autora. Mas isso não influencia em nada minha opinião sobre ela. É gente boa, uma carioca divertidíssima e que alegrou aquela Bienal.

    Beijos,
    Mari Siqueira
    http://loveloversblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oiee

    Já conheci a autora na bienal e ela é muito querida, tenho os livros dela na estante mais ainda não li , sabe como é vida de blogueira é dificil ler os livros que compramos rsr pretendo ler nas ferias quem sabe. Adorei a entrevista e ja imaginei o sotaque dela carioca respondendo rsrs

    Beijos


    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oie, tudo bem?
    Parabéns pela entrevista, está ótima!
    Gostei de saber o que inspirou a autora a escrever seus livros e estou super interessada para conhecer A namorada do meu amigo, pois gosto de histórias que falam sobre fortes amizades.
    A autora foi uma fofa ao reconhecer a importância dos blogueiros nas divulgações! Adorei ela :).

    Beijão ;*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    Desse autora eu já li A Namorada do meu amigo e gostei muito, apesar de ter algumas ressalvas, é um livro muito gostoso de ser lido. Mas ainda quero conhecer Até eu te encontrar. Adorei e entrevista.
    Beijos!
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Oie meninas!
    Amei a entrevista!
    Ainda não li nenhum livro da Grazi, mas a conheci na Bienal! Ela é uma fofa, suuuuper simpática... E agora com essa entrevista estou me perguntando porque ainda não li nada dela!
    Sucesso meninas e para a autora tmbm
    bjs
    Ariana Silva
    http://ariabooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Que fofa, os romances dela parecem puxar para o chick-lit, gostei de suas inspirações e de como ela fez suas obras com seu pensamentos e crenças.
    Queria ler a namorada do meu amigo, uma situação meia que bem comum para jovens ....
    Beijos, ThayQ;

    ResponderExcluir

Quem Escreve

Aline (Li), taurina, turismóloga, paulista de Ribeirão Preto, apaixonada por séries de TV e compulsiva por livros (se estiverem em promoção, então..rs). Amo ler! :)



Colaboradora

Luciana (Lu), Ribeirão-pretana, virginiana e perfeccionista. Cake Design. Danço nas horas vagas por paixão e para relaxar. Amo artesanato, praia, filmes, seriados e claro, livros!

Seguidores

Facebook

Instagram

Editoras Parceiras





Universo dos Livros


Editora Arwen



Astral Cultural


Chiado 

Editora

Butterfly Editora


Mundo Uno Editora

Últimas Resenhas

Total de Visualizações

Acompanhe via E-mail

Classificação

Pesquisar no Blog

Arquivo do blog

Publicidade