terça-feira, 7 de janeiro de 2014
49

[RESENHA] A Menina Que Não Sabia Ler - John Harding

Lido em: Dezembro/2013
Título: A Menina Que Não Sabia Ler
Autor: John Harding
Editora: LeYa
Categoria: Literatura Estrangeira / Suspense
Ano: 2010
Páginas: 282
ISBN: 9788562936111
Skoob
Ótimo!




Sinopse: 1891. Nova Inglaterra. Em uma distante e escura mansão, onde nada é o que parece, a pequena Florence é negligenciada pelo seu tutor e tio. Guardada como um brinquedo, a menina passa seus dias perambulando pelos corredores e inventando histórias que conta a si mesma, em uma rotina tediosa e desinteressante. Até que um dia Florence encontra a biblioteca proibida da mansão. E passa a devorar os livros em segredo. Mas existem mistérios naquela casa que jamais deveriam ser revelados. Quem eram seus pais? Por que Florence sonha sempre com uma misteriosa mulher ameaçando Giles, seu irmão caçula? O que esconde a Srta. Taylor? E por que o tio a proibiu de ler? Florence precisa reunir todas as pistas possíveis e encontrar respostas que ajudem a defender seu irmão e preservar sua paixão secreta pelos livros - únicos companheiros e confidentes - antes que alguém descubra quem ousou abrir as portas do mundo literário. Ou será que tudo isso não seria somente delírios de uma jovem com muita imaginação?

Biografia: John Harding nasceu em uma pequena aldeia Fenland na Ilha de Ely, em 1951. Trabalhou primeiro como repórter e depois como escritor e editor em revistas, antes de se tornar um escritor freelance. Ele mora em Richmond upon Thames com sua esposa e dois filhos.

Título Original 

SURPREENDENTE! Esta é a palavra que define este livro.

Quando eu o comprei há alguns meses atrás, o que me atraiu foi a capa (fofa!) e o nome, que lembrou A Menina que Roubava Livros (Mas não se engane, de fofo este livro só tem a capa...). Mesmo lendo a sinopse, não tinha ideia do que me aguardava. Eu não esperava, nem de longe, a história que me foi apresentada.

O livro é dividido em duas partes, e é narrado em primeira pessoa por Florence, uma garota de 12 anos que mora em uma mansão com seu irmão mais novo, Giles e os empregados. Os dois são órfãos e têm como tutor um tio, que não mora na mansão e nem os visita, deixa tudo na mão dos empregados. Florence, por ser mulher, foi proibida, por seu tio, de aprender a ler. Um certo dia, ela descobre a biblioteca da mansão onde mora e se encanta com tantos livros! Porém, a biblioteca é um local inutilizado e proibido da casa. Florence então, passa a frequentar a biblioteca escondida, e com sua força de vontade, aprende a ler em segredo. Quando Giles retorna à mansão, depois de não se adaptar ao seu colégio interno, seu tio resolve então contratar uma preceptora para cuidar dos dois. A partir de então começa a segunda parte do livro, e é aí que o mistério começa. Qualquer coisa que eu falar além disso, será spoiler.

“Porém, devido às opiniões rígidas de meu tio em relação à educação das mulheres, tenho escondido minha eloquência, soterrado meu talento e mantido apenas as formas mais simples de expressão aprisionadas em meu cérebro. Tal dissimulação transformou-se em hábito e foi motivada pelo medo, pelo grande medo de que, se falasse como penso, ficaria evidente meu contato com os livros e seria banida da biblioteca.” Pág. 11

“(...) e um dia estávamos brincando de esconde-esconde quando abri uma porta estranha, uma que até então sempre estivera trancada – ou assim pensava eu, provavelmente devido à sua rigidez, que meu eu mais jovem não conseguiu vencer - , para me esconder dele ali, e descobri esse imenso tesouro de palavras. A brincadeira foi logo esquecida; fui de prateleira em prateleira, pegando um livro atrás do outro, espirrando com a poeira ao abrir cada um deles. É claro que eu não sabia ler, mas por algum motivo isso me deixava ainda mais maravilhada, todos os milhares – acho que milhões -  de linhas codificadas com impressão indecifrável.” Pág. 13

“Desta maneira, absorvi o Declínio e queda, de Gibbon, os romances de Sir Walter Scott, Jane Austen, Dickens, Trollope, George Eliot, a poesia de Longfellow, Whtiman, Keats, Wordsworth e Coleridge, as histórias de Edgar Allan Poe, estavam todos lá. Mas um autor destacou-se entre todos. Shakespeare, é claro. Comecei com Romeu e Julieta, passei para as histórias e logo consumi rapidamente o resto. Chorei pelo rei Lear, fiquei com medo de Otelo e aterrorizada com Macbeth; Hamlet, simplesmente adorei. Os sonetos emocionaram-me.” Pág. 14

“O que eu mais gostava em Shakespeare era a facilidade com que lidava com as palavras. Parecia que, se não houvesse palavra para o que queria dizer, ele simplesmente a inventava. Ele poetava o idioma. Por inventar palavras, ele bate qualquer outro autor. Quando crescer e tornar-me escritora, e sei que me tornarei, pretendo shakespearear algumas palavras. E já estou praticando.” Pág. 15

“(...) e quando isso se tornava desinteressante, o que acontecia com frequência cada vez maior, eu me enfiava na biblioteca, enterrando-me naquele coração frio que mais e mais se transformava em meu verdadeiro lar.(...)Meu coração disparou. Se fosse descoberta seria o fim da minha vida. Livros nunca mais.” Pág. 19

Florence me encantou com seu amor pelos livros e por seu cuidado e zelo com o irmão. Me surpreendeu, me confundiu e me fez duvidar que tinha apenas 12 anos, de tão inteligente e determinada que é.

Crianças, livros, imaginação, sobrenatural, suspense psicológico, medo, enigmas, são componentes constantes no livro, que começa de um jeito e termina de outro, completamente diferente e inimaginável (pelo menos para mim).

Personagens bem caracterizados, com destaque para Theo (o melhor amigo de Florence) e a Nova Preceptora, compõem a trama tornando-a profunda e marcante. Capa linda (e fofa!) e boa diagramação, mesmo sendo edição econômica.

“E inclinei a cabeça, afastando-me um pouco para oferecer-lhe o rosto, mas ele abaixou a cabeça e contornou meu rosto beijando-me nos lábios.- Caramba, Theo, isso foi uma coisa furtiva para fazer com uma garota.-Eu sei – ele disse, parecendo tímido e orgulhoso.Ficamos sentados contemplando o dia mais um pouco. Não parecia certo sentir tanta tristeza em um dia tão bom. Uma lágrima marcou meu rosto. Theo estendeu um de seus dedos enormes e limpou-a delicadamente.” Pág. 97

“- Theo! – exclamei. Não consegui evitar, pois nunca me sentira tão feliz em ver minha garça desastrada.” Pág. 181

Este é um livro que de clichê, não tem nada. Com um toque de Edgar Allan Poe (conhecido por suas histórias que envolvem o mistério e o macabro), coisas bizarras acontecem.

“(...) sentia que estava nos observando, os olhos estranhamente entreabertos, como os de um réptil, por isso eu tinha essa sensação de que ela havia engolido uma cobra ou um lagarto, que estava preso dentro dela, que tinha tomado seu corpo e agora olhava cobiçosamente através de seus olhos.” Pág. 80

Por ser narrado por Florence, não dá para saber no que acreditar. Até onde é imaginação? O que é real? Muitos fatos são lançados ao leitor sem muitos detalhes, aumentando ainda mais o suspense. Incógnitas são constantes, o que aguça a nossa curiosidade a cada instante. Perguntas sem respostas que nos levam a refletir: o tio é mesmo tio ou é o pai das crianças? A nova preceptora é a mãe de Giles? Por que o tio não quis que Florence aprendesse a ler? Essas são algumas das inúmeras perguntas sem respostas do livro. 

“Com que facilidade a mente se torna egoísta! Com que facilidade deixamos de lado a perspectiva de um futuro desastre pelo prazer do presente! Fiz-me de avestruz por causa dos livros. Coloquei a vida do meu irmão em risco pelo meu próprio prazer culpado, admito isso agora.”Pág. 93

“Você já pensou como seria estar morto?” Pág. 126

“(...) para derrotar seu inimigo, primeiro você precisa conhecê-lo.” Pág. 141
“(...) Era fantástico demais para qualquer um que não tivesse imaginação.” Pág. 192

Nos acontecimentos finais me peguei paralisada e pensando “Não, não é possível! Não pode ser!”, tamanha foi a minha surpresa com o desfecho da história.

A Menina Que Não Sabia Ler é o tipo do livro que ou você ama, ou você odeia. E eu amei, pelo motivo que fez várias pessoas odiarem: as perguntas sem respostas, o suspense, as respostas que ficaram nas entrelinhas... Finais em aberto ou desfechos inesperados não costumam agradar muito. Talvez por isso tanta gente não tenha gostado do livro.

Na minha opinião, a omissão de certas coisas fizeram o livro ser mais interessante, pois incentiva o leitor a tirar suas próprias conclusões.  Se o autor nos desse todas as respostas, o final seria previsível e provavelmente, chato. Justamente por não ser um livro “preto no branco”, é tão especial!

Chocante, impressionante, impactante, surpreendente (sim, de novo, porque realmente me surpreendeu MUITO!).

Com certeza minha nota é 5!

Mais do que recomendado! 


E para finalizar,  Feliz Dia do Leitor para todos! :)


Beijos.




49 comentários:

  1. Amei a sua resenha, me despertou e muito a curiosidade para ler esse livro.
    Já adicionando a lista de desejados.
    Parabéns Li!!!

    Bjim,

    Tammy
    Livreando

    ResponderExcluir
  2. Oi Li!!!
    Sua resenha desperta curiosidade, agora estou muitooooooooooo curiosa hahah, mas com um pouco de medo de comprar e não gostar.
    Como você disse ou você ama, ou você odeia, estou com medo de odiar rsrs
    Mas quem sabe mais pra frente eu não leia.
    Beijinhos!!!
    http://aculpaedosleitores.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Taty, se você não ler, nunca vai saber se vai gostar ou não! hahaha
      Beijos

      Excluir
  3. Muito bom, realmente deixa a gente com vontade de ler neste exato momento, mais um para lista que pretendo ler kkkkkkkk, espero conseguir, bjos!

    ResponderExcluir
  4. Aline, eu também amei esse livro! Comprei pelos mesmos motivos que você e fui surpreendida pela história. Depois fiquei sabendo que era muito parecido com um livro do Henry James, "A volta do parafuso". Existe um filme baseado no livro do Henry... Antigo, em preto e branco, do jeito que eu gosto! Se gostar também, o nome é "Os inocentes", vale super a pena! ;)

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carla!
      Não sabia da semelhança com o livro do Henry James, vou assistir ao filme, sim. Valeu pela dica!
      Beijos

      Excluir
  5. Uma das integrantes do Clube, leu esse livro e não gostou muito.
    Eu sinceramente as vezes julgo os livros pela capa, e ADOREI essa capa, mas nao tenho a MENOR vontade de ler esse livro, hahaha

    Sucesso no blog,
    Beijos,
    Gio - Clube das 6
    www.clubedas6.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gio!
      Ler um livro sem vontade, não dá..hehe
      Obrigada pela visita!
      Beijos

      Excluir
  6. Fiquei apaixonada pelo livro! Adorei a resenha! Mesmo! Nunca tinha me interessado pelo livro, mas aforas u quero muito ler!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mah!
      Se você gosta de suspense e tiver a oportunidade, leia! rs
      Beijos

      Excluir
  7. Eu adoro esse livro! No fim vc fica meio doidinha como a Flor mas tudo bem né hahahah
    Até hje não si se era só imaginação ou se foi tudo real :P
    Adorei o suspense e as perguntas sem respostas, foi um livro bem diferente, e acho que vou reler ele para ver se descubro algo diferente!
    Beijo!
    http://booksmanybooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Patricia, também tenho essa dúvido, do que foi real! rs
      Beijos

      Excluir
  8. Olá! Como vai?
    Você realmente salvou minha vontade de ler esse livro. Juro que ela estava quase perdida. Muitas pessoas dizem que o livro é ruim, que há terror, porém é ruim. O porquê eu não sabia, e agora que você deixou claro, quero ler. Amo respostas nas entrelinhas, isso faz com que o leitor pense, e não apenas leia e fim, próximo livro. Parece ser muito legal. Adorei a resenha! Também adorei o fato de ser narrado em primeira pessoa e pelo nome da menina ser Florence.
    Beijinhos,
    Karol.
    http://heykarol.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Karol,
      Depois que ler, me diz o que achou =)
      Beijos

      Excluir
  9. Olá, como vai?
    Parabéns pelo post ;)
    Olha, li esse livro ano retrasado, eu acho. Gostei bastante... e o Final desse livro é MUITO tenso.
    eu, confesso, fiquei pasmo com o desfecho da estória, rs.
    Parabéns pelo blog hihi

    http://incriativos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Olá Li
    primeiramente quero dizer que amei o blog. É muito bem organizado e super meigo, adorei o design,
    e segundo, UAU! que historia...
    nunca tinha ouvido falar desse livro, mas com certez esta na minha lista de desejos.

    Beijos,

    www.mypublicbookshelf.blog.com

    ResponderExcluir
  11. Oi
    Li esse livro já faz um tempinho e adorei ele, s´que fiquei decepcionada com o final do livro eu não queria algo feliz mais o que teve não me agradou até porque o livro é muito bom. Gostei da sua resenha.

    http://momentocrivelli.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi Li! ;)
    Adorei a resenha! E também o blog! Já seguindo *-*'
    Poxa, até que enfim encontrei alguém que também gostou desse livro. Ele é, de fato, um livro para amar ou odiar. Eu particularmente adoro me surpreender no final. E esse livro é eletrizante! <3
    Apesar das muitas pontas soltas no final do livro eu realmente gostei dele! *-*'

    Beijos ;*
    Mari Siqueira
    http://loveloversblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, ele é eletrizante!
      Obrigada, Mariana!
      Beijos

      Excluir
  13. Oi Minha Flor!
    Amei sua resenha! Que bom que gostou tanto do livro! Eu li e na verdade não gostei do final! Foi um livro muito bom! Mas o fim me decepcionou um pouco! Vc pelo contrario se surpreendeu!
    hahahaal
    Por isso é legal ler as opiniões! s2
    Passando também para Divulgar a nova promoção do Blog Overdose Literária!
    Participem!!
    Promoção vaso estrelas de origami inspirado no Livro Pausa + Caderninho Loja Feirinha Criativa!
    https://www.facebook.com/overdoselite/app_154246121296652
    http://overdoselite.blogspot.com.br/2014/01/promocao-vaso-estrelas-de-origami.html
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Paulinha!
      Pode deixar que vou participar sim!!!
      Beijos

      Excluir
  14. Esse livro é realmente surpreendente! Eu adorei.:D
    Realmente, se não gosta de livros com finais sem ter finais (isso fez sentido?) nem leia esse livro. Muitas perguntas ficaram na minha cabeça também, e me questionei se Florence não estava imaginando aquilo, ela me deixou com dúvidas em várias situações.
    O que foi surpreendente também foi uma garotinha fazer tudo aquilo que ela fez...
    A capa brasileira está linda, e pode transmitir uma ideia de que a história é bem clichê, mas só lendo para realmente conhecer, a outra versão está mais assustadora, e talvez demonstre mais do livro.
    Enfim, ótima resenha, gostei dos quotes também. :)

    Beijos,
    Gabriella Suzart
    http://mbgsuzart1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também acho linda a capa brasileira, bem melhor que a outra.
      Obrigada!
      Beijos

      Excluir
  15. Esse livro sempre despertou a minha curiosidade. E realmente já deu pra perceber que é daquela que ou você ama ou você odeia. A sua é uma das poucas resenhas que elogiam o final, a maioria reclama muito de perguntas não respondidas no final. Mas ainda vou ler e tirar minhas próprias conclusões.

    Beijos.
    http://viciosemtres.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Já conhecia esse livro, mas apenas pela imagem da capa, ainda não sabia nada da história e, pelo que você falou, parece que vou amá-lo tanto quanto você. Talvez até pelo mesmo motivo, pois também gosto de histórias que não respondem a todos os questionamentos levantados.

    http://discodivinil.blogspot.com.br/

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se tiver a oportunidade, leia!
      Acho que você irá gostar e se surpreender.
      Beijos

      Excluir
  17. Uaaaau, adorei sua resenha, parabéns!
    Fiquei com uma curiosidade imeeeensa de para ler esse livro, adoro livros que possuem mistérios e que possam me surpreender. Realmente, já está na minha lista de leitura. \o/
    Beijos, Lerissa. =D
    lerissakunzler.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Lery!
      Quando ler me diga o que achou =)
      Beijos

      Excluir
  18. Eu já perdi tanta promoção desse livro e agora eu to morrendo de vontade de ler ele çç
    Poxa eu não sabia que ele ia ser tão legal.
    Muito boa a sua resenha.

    Beijos da Di.
    Parte de Minha História

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Di!
      Sempre tem promoção desse livro, é só ficar de olho. ;)
      Beijos

      Excluir
  19. Olá Li,

    Me interessei por este livro, adoro livros que me prendam pelos mistérios e pela história ser totalmente diferente do que eu tenho lido, romances são sempre a minha escolha... está na hora de mudar um pouquinho.
    Obrigada pela sua visita em meu blog e estou lhe seguindo tbm ^^

    Um beijo.

    *Pathy*
    http://pathysmania.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Pathy!
      Se gosta de mistério, vai gostar desse. Leia!rs
      Beijos

      Excluir
  20. Esse livro é belíssimo! A resenha ficou ótima!

    Estou te seguindo.

    meupedepagina.blogspot.com (Meu Pé de Página)

    ResponderExcluir
  21. eu já o li, e realmente é incrível, a riqueza de detalhes te coloca na história literalmente. Você é estimulado a saber o que vai acontecer depois e depois e depois. Há perguntas sem respostas como a foto sem cabeça, e foto sem cabeça tbm na Bíblia. e a desfechos inesperados como o de Theo Van H., assim como o da Sra. Taylor, Creio que depois que a sra que sofrera o acidente se recuperasse como ficaria isso tudo ? e apensar de tudo que acontece, ela sempre está querendo proteger seu irmao Giles.

    ResponderExcluir
  22. oie td bem ?
    entao meu livro acho q tem 220 pgs e tenho algumas perguntas n respondidas no livro,
    1: A sra. Taylor é msm um espirito ?
    2 : Pq florence n podia ler ?
    3 : Pq a biblioteca era proibida ´pra ela ?
    4 : Quem era a mulher na foto q ela achará na gaveta ?
    5: A sra. Taylor tinha msm poderes e podi ficar nos espelhos oou era imaginaçao dela ?
    6 : Td q aconteceu foi imaginação ?
    Pf me responda o mais rapido q puder, obg bjss,,,
    by; lehh

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1: Creio que Não. A imaginação de florence que a fazia crer que era um espirito até mesmo pelo fato de querer proteger seu irmão

      2: Época. Mulher na época era proibido saber ler. E no começo do livro ela (Florence) fala que a mulher do Tio aprendeu a ler, estudou, e o largou e ele achava que foi por causa da leitura.

      3. Já que ela proibida de ler, se a visitasse iria ter o interesse de ler.

      4. Há dois momentos. Um no qual ela achava que era a mãe de Guiles, e no outro a Sra. Taylor. Se associar a idéia, a Sra Taylor era a Mãe de Guilles, ja que Florence diz ser a mesma pessoa nas fotos ?(entendi isso no final do livro. e queria saber isso também.)

      5. Imaginação. Florence tava com tanto pânico de Taylor, que imaginara estar sendo seguida a todo instante.

      6. Não. Tudo de sobrenatural eu acho que foi imaginação, mas os incidentes e as coisas físicas que Florence fez com ela e vice-versa foram reais.

      Excluir
  23. A muito tempo estou desejando este livro, e por incrivel que pareça inicialmente me interessei por ele pelos mesmo motivos que você, a capa legal, e principalmente pelo nome me lembrar da Menina que Roubava livros, que é um dos meus livros preferidos.
    Nunca tinha lido uma resenha dele e me surpreendi muito! Não esperava que o livro seguia esse caminho!
    Espero em breve poder lê-lo, muito em breve!

    Parabens pelo blog.
    Bjs

    ResponderExcluir

  24. Oi adorei.. muito obrigado, depois de ter lido sua resenha...me interessei pelo livro....mas vc já leu o livro reverso ... se trata de um livro arrebatador...ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos.....e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos; Além de revelar verdades sobre Jesus jamais mencionados na história.....acesse o link ..
    www.buqui.com.br/ebook/reverso-604408.html

    ResponderExcluir
  25. Oi amiga conheci esse livro através de vc e fiquei com vontade de ler, apesar do titulo do livro não ser original pois lembra a menina que roubava livros, e sempre confundia, mas ai le sua resenha e fiquei mais motivada para ler!
    Acho que vou comecar por aqui: http://portugues.free-ebooks.net/ebook/A-Menina-Que-Nao-Sabia-Ler

    Se gostar, entao aventuro-me pelo Submarino! Bjs!

    ResponderExcluir
  26. Gente eu amei esse livro, foi por causa dele que tomei a paixão pela leitura.
    Estou doida pra ler o segundo volume.
    Gostei da resenha!

    Beijos
    literanoni.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Quem Escreve

Aline (Li), taurina, turismóloga, paulista de Ribeirão Preto, apaixonada por séries de TV e compulsiva por livros (se estiverem em promoção, então..rs). Amo ler! :)



Colaboradora

Luciana (Lu), Ribeirão-pretana, virginiana e perfeccionista. Cake Design. Danço nas horas vagas por paixão e para relaxar. Amo artesanato, praia, filmes, seriados e claro, livros!

Seguidores

Facebook

Instagram

Editoras Parceiras





Universo dos Livros


Editora Arwen



Astral Cultural


Chiado 

Editora

Butterfly Editora


Mundo Uno Editora

Últimas Resenhas

Total de Visualizações

Acompanhe via E-mail

Classificação

Pesquisar no Blog

Publicidade