terça-feira, 12 de julho de 2016
11

[RESENHA] Os Bons Segredos - Sarah Dessen

Lido em: Julho/2016
Título: Os bons segredos
Autor(a): Sarah Dessen
Editora: Seguinte
Gênero: Young Adult
Ano: 2015
Páginas: 408
ISBN: 9788565765763
Onde comprar: Submarino  ||  Saraiva
Skoob



Sinopse: Há segredos muito bons para serem guardados — e livros muito bons para serem esquecidos. Sydney sempre viveu à sombra do irmão mais velho, o queridinho da família. Até que ele causa um acidente por dirigir bêbado, deixando um garoto paraplégico, e vai parar na prisão. Sem a referência do irmão, a garota muda de escola e passa a questionar seu papel dentro da família e no mundo. Então ela conhece os Chatham. Inserida no círculo caótico e acolhedor dessa família, Sydney pela primeira vez encontra pessoas que finalmente parecem enxergá-la de verdade. Com uma série de personagens inesquecíveis e descrições gastronômicas de dar água na boca, Os bons segredos conta a história de uma garota que tenta encontrar seu lugar no mundo e acaba descobrindo a amizade, o amor e uma nova família no caminho. 

Biografia: Sarah Dessen nasceu em Evanston, Illinois, em 06 de junho de 1970. Ela se mudou com sua família para Virgínia Ocidental, e em seguida, na Carolina do Norte, onde agora reside com o marido, a filha Sasha Clementine, e cães.

Dois de seus romances, That Summer e Someone Like You, foram a base para How to Deal, um filme de 2003 estrelado por Mandy Moore. 

*Livro recebido através de uma ação literária da Editora, indicada pela minha amiga Andressa, do blog Livros e Chocolate Quente.


Sydney e sua família estão passando por um momento complicado. Seu irmão, Peyton, foi preso por atropelar um adolescente ao dirigir embriagado, deixando a vítima paraplégica. A mãe de Sydney, defende o filho e o enxerga como se ele fosse a vítima (o pior cego é aquele que não quer ver), o pai, por outro lado, é fechado e procura se manter distante da situação, resolvendo a parte jurídica. Sydney, se importa com a vítima, David Ibarra, e quer se desculpar, mas não sabe como fazê-lo já que a mãe parece não se importar.
A garota sempre viveu à sombra do irmão, que desde que entrou no ensino médio começou a dar problemas frequentemente, tendo algumas passagens pela polícia. Sentindo-se invisível, além de conviver com a culpa que sente pelo acidente que o irmão causou, ela tem que lidar com a difícil convivência com os pais.

"Estava acostumada a ser invisível. As pessoas raramente me viam e, se viam, nunca me olhavam de perto. Eu não era radiante e encantadora como meu irmão, linda e graciosa como a minha mãe, ou inteligente e dinâmica como minhas amigas. Mas essa é a questão. Você sempre acha que quer ser notada. Até ser notada." (p. 9)

Para ajudar seus pais financeiramente, por conta dos gastos com advogados, e cansada de ser olhada com desconfiança e até pena, por conta das atitudes do irmão, ela resolve mudar de colégio. Com essa mudança ela começa a frequentar uma pizzaria após o horário do colégio, a fim de adiar o horário de voltar para casa, e lá ela conhece Layla, filha do dono da pizzaria, alguém com que se identifica e que a entende como ninguém. As duas se tornam melhores amigas e passam a compartilhar seus segredos. Sydney passa a conviver cada vez mais com os Chatham, família de Layla, e é tão bem recebida por eles, que se sente em casa. Aos poucos seu tempo vai sendo ocupado, conhece novos amigos e até se aventura a entregar pizzas e assim poder ver momentos da vida de outras pessoas, entre uma entrega e outra. Mas chega um momento em que é preciso encarar os nossos próprios problemas e assim Sydney vai ter que lidar com as situações das quais tentou fugir.

"(...) Eu sempre tinha sido a outra, a que não era Peyton. Já tinha até aceitado. Mas então finalmente conheci pessoas que me enxergavam de um jeito diferente. Agora que eu era real e estava em primeiro plano para alguém, nunca mais queria ser invisível." (p. 273)

"(...) Depois de tanto tempo remando, tentando não afundar, senti a maré virar e me tragar." (p. 372)

Sydney é inteligente, prestativa e sensível, sempre procurou fazer tudo certo para não chatear seus pais, que já tinham muitos problemas com Peyton. Passiva, ela precisa se encontrar. Mas ela não é daquelas adolescentes "mimizentas", pelo contrário, é até madura para a idade que tem, só precisa aprender a lidar com as coisas que estão acontecendo em sua vida. No decorrer na história, além de conhecermos suas dúvidas e inseguranças adolescentes, podemos acompanhar também seu amadurecimento. Sydney é uma protagonista que me cativou por se mostrar muito mais do que uma adolescente fútil.

Personagens muito bem construídos, com personalidades reais. Destaque para a família Chatham, unidos e carinhosos, eles trouxeram uma nova perspectiva para Sydney, principalmente Layla, amiga e companheira; Mac, inteligente e centrado, foi o único que enxergou Sydney através de toda sua "invisibilidade", um fofo ; e sra. Chatham, sábia e boa conselheira. 

"(...) Na verdade, só desabamos diante de quem sabemos que podem nos reconstruir." (p. 375)

"(...) Quando nos vemos diante da coisa mais assustadora, só queremos voltar atrás, nos esconder no nosso lugar invisível. Mas não podemos. É por isso que o importante não é apenas sermos vistos, mas ter alguém que nos veja também." (p. 388)

Uma leitura que começou despretensiosa e foi me conquistando aos poucos. Narrado em primeira pessoa, com uma história emocionante e uma narrativa linear, a autora consegue nos envolver através de sua escrita leve e cativante. A trama, muito bem escrita, aborda temas como relacionamento familiar, e a maneira sutil com que a autora inseriu isso na história, tornou a leitura muito agradável e destacou sua importância, sem deixar aquele clima pesado. O livro conseguiu me envolver totalmente. Sem reviravoltas, mas totalmente emocionante, sensível e tocante com as lições que carrega.

Família, problemas, amizade, companheirismo, perdão, Os bons segredos não é um simples young adult, vai além. Cheio de questionamentos e reflexões, é o tipo de livro que todos deveriam ler.

A capa é linda e chamativa. A diagramação é simples, com páginas amareladas, ótima fonte e espaçamento.


Mais do que recomendado!

Beijos.



11 comentários:

  1. Esse livro deve ser muito bom só li comentários positivos sobre ele. Tem pais que são assim igual ao do personagem mesmo sabendo que o filho não é santo fingem que ele é o melhor filho do mundo e passa a mão na cabeça. Mas Sydney parece ser aqueles personagens muito fofo e cativante que coloca os outros em primeiro lugar e ela em segundo plano.

    ResponderExcluir
  2. Tenho ma vontade absurda de ler esse livro.
    Acho que ele mostra algo familiar que todos nós temos "problemas em casa" e como lidar com isso.
    Espero ler muito em breve
    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  3. Oi
    Tudo bom?
    Adorei esse livro!
    Li logo quando lançou e fiquei a apaixonada, a escrita da Sarah sempre me cativa.
    Adorei sua resenha, e concordo com tudo o q vc falou, também fiquei super envolvida com a história da Sydney.
    Bjos

    ResponderExcluir
  4. Olá Aline tudo bem, tive a mesma percepção a respeito desse livro, que li recentemente. Mas a todo o momento eu tinha vontade de pegar a mãe da Sidney e aquele tal de Ames e dar umas porrados. Eu como mãe jamais seria tão cega ao ponto com Peyton, por isso gostei muito do livro, a autora consegue transmitir bem os sentimentos. Bjkas

    ResponderExcluir
  5. Olá, não conhecia esse livro, sua resenha me interessou muito, parece ser uma narrativa envolvente, adorei como falou dele, me deu vontade de ler.
    bjs.

    ResponderExcluir
  6. Oii,

    Ainda não conheço a escrita da Sarah Dessen, mas os comentários sobre esse livros me deixa muito curiosa, sei +/- do que se trata, mas também sei que a autora aborda temas polêmicos que os pais da principal fingem não ver. Espero consegui ler esse livro logo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Esse livro está super falado, todo mundo recomendando, e geralmente crio expectativas de mais em livros assim, ai acabo me decepcionando com alguma coisa, mas esse livro desde que começaram os comentários, nunca despertou minha curiosidade...
    Talvez eu me surpreenda com a leitura então quero lê-lo em breve.

    ResponderExcluir
  8. Oi, eu preciso tanto ler esse livro. Toda vez que vejo uma resenha falando positivamente dele já fico eufórica esperando a minha vez de poder ler! A história parece ser tão cativante, que fico muito ansiosa para a leitura.
    Bjs, Leitora Encantada

    ResponderExcluir
  9. eu não sei, apesar dos elogios e disserem que esse livro faz diversas reflexões sobre familia, amigos
    eu continuo sem muita vontade de ler esse livro, acho muito teen para mim... talvez pq meus problemas familiares sejam outros. não sei. mas é bom saber que ele traz essas reflexões

    ResponderExcluir
  10. Parece um livro diferente dos livros que ando lendo ultimamente. Não existe um casal no livro? Parece que o destaque aqui são os relacionamentos familiares e amizades. Achei muito interessante. Não conheço a escrita da autora, mas deve ser incrível ler uma historia sem reviravoltas, mas que consegue ser envolvente. Este já era um livro que desejava ler desde o lançamento.

    ResponderExcluir
  11. Eu gostei muito desse livro, realmente me surpreendeu! Realmente, a história de Sydney me conquistou <3

    ResponderExcluir

Quem Escreve

Aline (Li), taurina, 36 anos, turismóloga, paulista de Ribeirão Preto, apaixonada por séries de TV e compulsiva por livros (se estiverem em promoção, então..rs). Amo ler! :)



Colaboradora

Luciana (Lu), Ribeirão-pretana, 31 anos, virginiana e perfeccionista. Cake Design. Danço nas horas vagas por paixão e para relaxar. Amo artesanato, praia, filmes, seriados e claro, livros!

Seguidores

Facebook

Instagram

Editoras Parceiras





Universo dos Livros


Editora Arwen



Astral Cultural


Chiado 

Editora

Butterfly Editora


Mundo Uno Editora

Últimas Resenhas

Total de Visualizações

Acompanhe via E-mail

Classificação

Pesquisar no Blog

Arquivo do blog

Publicidade