terça-feira, 7 de março de 2017
6

[RESENHA] Dois Mundos - Simone O. Marques

Lido em: Fevereiro/2017
Título: Dois Mundos
Autor(a): Simone O. Marques
Editora: Butterfly
Gênero: Literatura nacional / Distopia / Fantasia
Ano: 2016
Páginas: 256
ISBN: 9788568674109
Onde comprar: Saraiva  ||  Amazon
Skoob



Sinopse: Num futuro distópico, Marina é uma jovem brasileira que carrega a força e os poderes de três grandes deusas celtas. Ela é aquela que cria, acolhe e mata. Protegida por guerreiros, perseguida por mortais e desejada por deuses, precisa encontrar os míticos tesouros da Tribo de Dana se quiser salvar o que restou do mundo...

Ano de 2021. A Terra está devastada e poucos são os sobreviventes. No Brasil, grupos se reúnem em pequenas vilas em torno da água potável. O oásis neste caos fica na Chapada dos Veadeiros, na Fazenda Tribo de Dana, onde vive um povo guerreiro que acredita tudo ser parte dos planos da Grande Mãe. Neste paraíso vive Marina. Considerada o avatar de três grandes deusas celtas, precisa lidar com poderes diversos de cura, vida e morte. Ao abrir o véu que separa o mundo de mortais e deuses, a jovem liberta antigas divindades. E dois domínios distintos estão prestes a colidir quando ela descobre que detém nas mãos o destino da humanidade.

Biografia: Simone O. Marques nasceu em São Paulo no  mesmo ano em que o festival de Woodstock aconteceu e que o homem pisou na Lua pela primeira vez. Casada, mãe de uma historiadora e apaixonada por histórias de ficção e fantasia, publicou seu primeiro livro em 2008. Desde então, já teve vários títulos editados. É autora da saga histórica As Filhas de Dana, da série de vampiros Sabores do Sangue, e das séries de aventura fantástica Os Tesouros da tribo de Dana e Crônicas do Reino do Portal.

*Livro cedido em parceria com a Editora.





Ano 2021, cinco anos após o Dia da Aurora apocalipse. A Terra está um caos. Devastada, sem tecnologia, com água e alimentos racionados. As pessoas vivem em grupos, sobrevivendo como podem.
Enquanto isso, na Chapada dos Veadeiros fica a Tribo de Dana, onde as pessoas vivem bem com os recursos que a natureza oferece e parecem não terem sido afetadas pela devastação. Lá vive Marina, uma garota de dezoito anos que carrega em si o poder de três deusas. Por conta disso e de um acontecimento do passado em que líderes religiosos tentaram matá-la, é superprotegida e vive cercada de guerreiros.

Um dia, cansada de não poder ficar sozinha e ser constantemente vigiada, uma atitude não muito inteligente, ocasiona um acidente e a coloca em uma difícil situação. Por sorte ela estava em companhia de dois guerreiros, Brian e Artur.
Sem saber onde estão, eles vagam pelo lugar em busca de uma saída, e pelo caminho encontram perigos, deuses, e se dão conta de que o poder de Marina é ainda maior do que imaginavam.

"(...) E, depois da segunda onda, eu soube que era uma guerra entre deuses, e que nós, meros mortais, éramos como peças em um jogo que acabara de ser inventado e do qual desconhecíamos completamente as regras." (p. 11)

Marina está insatisfeita com sua vida, pois todos a veem como o avatar das deusas, devotando à ela uma adoração e proteção que a incomoda. Ela só quer liberdade e ser vista como ela mesma, sem essa atenção toda que a sufoca. Achei totalmente compreensível esse sentimento de insatisfação da protagonista, acredito que lugar dela também me incomodaria.

"(...) Sua mãe lhe dissera que, para aquelas pessoas, ela era um símbolo, mas não queria ser nada daquilo. Não queria ser um avatar. Não queria aqueles Sombras cercando-a o tempo todo." (p. 42)

"- (...) Encontre os tesouros da sua tribo e cumpra seu papel." (p. 50)

Os demais personagens possuem personalidades marcantes e cativantes e foram muito bem explorados na trama. Destaque para Brian, um dos guardiões de Marina; Pedro, amigo e oráculo da Deusa; e Artur, também guardião. De certo modo, os três me conquistaram, cada um à sua maneira, mas o meu preferido é Brian ♥.

Com narrativa em terceira pessoa, e alguns trechos em primeira, Dois mundos é uma ótima distopia. A autora construiu uma trama mágica, com personagens cativantes, uma escrita envolvente, boa ambientação e detalhes na medida certa. No enredo fica claro o contraste entre a tribo e os sobreviventes. Enquanto uns viviam bem, usufruindo dos recursos que a natureza oferece para sobrevivência, outros quase que não sabiam mais como viver, sem luz, internet e tecnologia. Capítulos curtos e a escrita envolvente da autora fazem com a leitura flua rapidamente.

"- É verdade! - concordou Brian. - Mas ele nunca desistiu ou recuou - o orgulho fez-se presente em sua voz. - Apanhava, levantava, apanhava, levantava... Até o dia em que começou a bater ." (p. 100)

Destruição, magia, mitologia, lendas, aventura, amor, amizade, Dois mundos é uma história incrível que traz importantes mensagens. A história me agradou pela mescla de distopia, fantasia e mitologia muito bem desenvolvida pela autora.

A capa é linda. A edição é um capricho só, com páginas amareladas, fonte e espaçamento confortáveis aos olhos e página ilustrada no início de cada capítulo. Ótimo trabalho da Editora.



Mais do que recomendado!


Beijos. ;)




6 comentários:

  1. Oi Aline! Minha nossa que capa linda, adorei! Acho que essa mescla de magia, mitologia, amizade e aventura simplesmente perfeita! Acho que curtiria essa leitura sim <3 adorei a resenha

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  2. Nossa, eu achei a capa desse livro maravilhosa!

    E que interessante esse enredo... Mitologia celta no Brasil e em um mundo distópico! Gostei. Acho que vai entrar para minha lista de desejados.

    Beijokas
    Thaisa Lima

    ResponderExcluir
  3. Oi Li, senti uma certa cutucada nas pessoas que são totalmente viciadas nas facilidades da modernidade. Assim como você, também entendo a insatisfação da personagem, mas ao mesmo tempo não concordo com o fato dela se colocar em perigo.
    É um livro que não li, mas que quero ler.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  4. Nossa que resenha mais perfeita xará, vc arrasa!!! Já conheço a autora a muito tempo e sei do potencial alto do dom da escrita dela, mas ainda não li esse livro e simplesmente amei ler seu texto. Fiquei muito curiosa e já entrei em contato com a autora para comprar com autografo. Beijos
    Amei a dica de leitura nacional!!!

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  5. Oi Aline, eu amo distopias série, e esse livro me despertou a vontade de voltar a ler, faz tempo que um livro assim desperte o meu interesse. Dica anotada. Bjkas

    ResponderExcluir
  6. Oi tudo bem,
    Eu já tive o prazer de fazer essa leitura e amei, adoro a escrita da simone.
    Eu li a outra versão do livro, mas tenho essa daí também e pretendo ler pra ver se houve alguma mudança de uma pra outra.
    A outra série dela Os segredos das filhas de Dana é o meu xodó, maravilhosa.
    Beijooos

    ResponderExcluir

Quem Escreve

Aline (Li), taurina, turismóloga, paulista de Ribeirão Preto, apaixonada por séries de TV e compulsiva por livros (se estiverem em promoção, então..rs). Amo ler! :)



Colaboradora

Luciana (Lu), Ribeirão-pretana, virginiana e perfeccionista. Cake Design. Danço nas horas vagas por paixão e para relaxar. Amo artesanato, praia, filmes, seriados e claro, livros!

Seguidores

Facebook

Instagram

Editoras Parceiras





Universo dos Livros


Editora Arwen



Astral Cultural


Chiado 

Editora

Butterfly Editora


Mundo Uno Editora

Últimas Resenhas

Total de Visualizações

Acompanhe via E-mail

Classificação

Pesquisar no Blog

Publicidade