quinta-feira, 9 de março de 2017
10

[RESENHA] Hey, Panda, vamos fugir? - Ivan Bittencourt Jr.

Lido em: Fevereiro/2017
Título: Hey, panda, vamos fugir?
Autor(a): Ivan Bittencourt Jr.
Editora: Chiado
Gênero: Literatura nacional / Young adult
Ano: 2016
Páginas: 196
ISBN: 9789895179596
Skoob



Sinopse: Eu sei que nem tudo é eterno, mas acho que deveria né? Pelo menos os romances de verão. Hey, Panda, vamos fugir? pode ser a história de amor mais rápida que você vai ler, mas tenho a certeza que irá se sentir dentro dessa história tão atual quanto ao nosso mundo diário de conectividade-ultra-revolucionária-super-virtualmente-instantânea. O amor não segue regras e não é igual pra todo mundo. Nós todos temos os nossos problemas internos, aceitar ser ajudado pelo amor é sempre a melhor escolha. Às vezes a gente não precisa fugir de tudo, mas sim fugir para alguém. 

Biografia: Ivan Bittencourt Jr, é um jovem escritor gaúcho que lançou seu primeiro livro em 2015. Ele ama um dia na praia, aviões, música (no piano de preferência), sua família, crianças, e é claro, livros.
Busca inspiração para suas histórias retratando um pouco de realidade e imaginação para incentivar cada um de seus leitores à busca da simplicidade da felicidade. 

*Livro cedido em parceria com a Editora.





Théo é um adolescente de dezoito anos que mora em Porto Alegre cidade que eu amo com seus pais. Seus dias são divididos entre trabalho e casa. Ele possui um blog onde escreve sobre sua vida, sua maneira de desabafar, e tem uma conta no Twitter com alguns seguidores.
Seus pais estão a ponto de se separar e isso faz com  que ele esteja em uma crise existencial quase que a todo momento. Estando bem em um momento e do nada bate uma bad quem nunca passou por isso?. Além de estar em fase de vestibular e ter que aguentar toda pressão. 
Um belo dia, vagando pelas redes sociais, ele encontra o perfil de Marina, uma youtuber de sua cidade, e se encanta com ela à primeira vista. Então, Théo começa a procurar maneiras de chamar sua atenção nas redes sociais e quem sabe um contato mais próximo com a garota. Será que ele vai conseguir?

"(...) Por que as mulheres gostam de caras que bebem hein? Depois não reclamem! Poxa vida. Prefiram Pandas..." (p. 15)

"(...) abraços são pedidos de desculpa silenciosos" (p. 31)

Théo é tímido, quase nerd, como ele mesmo se denomina, tem um amigo imaginário chamado Paulo e sofre de IAS (Introversão Altamente Sensível). Aliás, sensibilidade é a característica marcante do protagonista. Exagero também, mas qual adolescente não é exagerado? Isso acaba dando até um charme ao jeito do personagem, além de originar algumas passagens um pouco cômicas na história.

Todos os personagens são muito bem caracterizados. Entre eles temos: Marina, modelo e youtuber; Nathalie, amiga descolada de Théo; Marie Jane, melhor amiga do trabalho; Isaque, mais centrado e religioso; e Kemily, a garota do interior.

"É tão estranho o ser humano precisar fugir da vida de vez em quando. Às vezes a gente não precisa fugir de tudo, mas sim fugir para alguém." (p. 127)

"Minha vida é cheia de parênteses e isso não é da conta dela. Os parênteses são meus e eu coloco o que quiser dentro deles." (p. 163)

A narrativa é em primeira pessoa pelo ponto de vista do protagonista. O autor possui uma escrita simples, envolvente e poética. Com capítulos curtos e personagens interessantes, a leitura flui rapidamente. Eu li de uma vez. Não consegui guardar o livro enquanto não vi o final.

Adolescência, amor, amizade, família... Hey, panda, vamos fugir?  é uma história sobre o amor, a urgência e os dramas adolescentes, mas não se engane, o livro vai muito além disso. A história aborda alguns temas delicados, como por exemplo, bulimia. Tema que foi muito bem trabalhado pelo autor, sem deixar a leitura pesada. 

"E é tão duro entender isso, que as pessoas que a gente amou não são mais as mesmas que a gente continua amando." (p. 185)

O enredo  me conquistou pela leveza. Um livro sobre amor de verão. Aquele amor intenso. Aquela pessoa que marca nossas vidas para sempre. Uma história singela que nos leva à algumas reflexões. Emocionante, é daqueles  livros que marcam o leitor, que guardamos a história no coração. 

Sou suspeita para falar da capa, porque sou completamente apaixonada por essa fofura. E a história é tão amor quanto a capa!
A edição é simples, com páginas amarelas, fonte e espaçamento em bom tamanho. A diagramação apresenta fontes distintas para diferenciar a narrativa dos posts do blog. 



Mais do que recomendado!


Beijos.;)



10 comentários:

  1. Que capa fofaa! Achei a história bem interessante e algumas situações que o Théo passa, realmente ocorrem com muitos adolescentes hoje em dia. Estou curiosa para descobrir como ele irá superá-las. Amei os trechos, ótima resenha! Bjss.

    ResponderExcluir
  2. A capa desse livro é muito lindinha! Ainda não sabia do que ele falava, mas depois da sua resenha fiquei curiosa para lê-lo. Achei legal essa coisa de ter a internet no meio, de o garoto encontrar um perfil na rede social e se interessar. Parece ser uma leitura bem gostosa de se fazer.

    ResponderExcluir
  3. Oiii, tudo bem?
    Eu li esse livro no início do ano e fiquei louca menina, sua resenha ficou incrível e dá uma vontade de marcar todos os trechos né? Eu fiquei assim também, gostei muito das fotos!
    Abraços querida

    ResponderExcluir
  4. Olá
    Eu não tinha ouvido falar dessa obra até o momento, mas já gostei do que acabei de ler nessa sua resenha. Passar por essa época de vestibulando é algo muito ruim mesmo, e eu estou vivendo isso agora, e pressão não é algo que ajuda em nada. Espero poder ler a obra um dia. Até mais ver
    Bjks

    ResponderExcluir
  5. Não curto muito livros com jovens ou adolescentes, estou um pouco enjoada, mas parece ser uma gracinha. Amei o título e a capa é muito fofa realmente, não tem como não se encantar ♥

    Raíssa Nantes

    ResponderExcluir
  6. Oie!
    Eu ainda não li o livro, mas achei bem interessante. Gosto quando a história surpreende, e ainda traz temas intensos durante a história. Com certeza, é uma ótima leitura.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  7. oi!
    Fiquei com muita vontade de ler esse livro, gostei da sua resenha. Pela sinopse não tinha me interessado tanto.
    Gostei tb da foto :)
    Dica super anotada.
    bjs

    ResponderExcluir
  8. Oii Li, tudo bem? Adorei sua resenha e saber mais sobre esse livro tão bonito. A capa é uma fofura e por si só já deixa o leitor interessado. Fiquei ainda mais curiosa com a leitura :D
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bem?
    Adorei esse livro, é tão amorzinho!
    Acho tão fofo, mas confesso que me deu raiva em certos momentos.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  10. Achei o nome bem estranho e a capa não me atraiu. Se eu estivesse passando pela livraria e olhasse para ele, provavelmente não pegaria. Por isso gosto dos blogs literários! Lendo sua resenha achei a história cheia de potencial, uma graça. Ainda acho que não é para mim, mas com certeza daria de presente para a filha adolescente de uma amiga.rs.

    ResponderExcluir

Quem Escreve

Aline (Li), taurina, turismóloga, paulista de Ribeirão Preto, apaixonada por séries de TV e compulsiva por livros (se estiverem em promoção, então..rs). Amo ler! :)



Colaboradora

Luciana (Lu), Ribeirão-pretana, virginiana e perfeccionista. Cake Design. Danço nas horas vagas por paixão e para relaxar. Amo artesanato, praia, filmes, seriados e claro, livros!

Seguidores

Facebook

Instagram

Editoras Parceiras





Universo dos Livros


Editora Arwen



Astral Cultural


Chiado 

Editora

Butterfly Editora


Mundo Uno Editora

Últimas Resenhas

Total de Visualizações

Acompanhe via E-mail

Classificação

Pesquisar no Blog

Arquivo do blog

Publicidade