quarta-feira, 17 de maio de 2017
8

[RESENHA] Monalisa Desenhando a Morte - Danny Belo

Lido em: Abril/2017
Título: Monalisa Desenhando a Morte
Autor(a): Danny Belo
Editora: Arwen
Gênero: Literatura nacional / Suspense
Ano: 2016
Páginas: 216
ISBN: 9788568255568
Onde comprar: Arwen Books
Skoob



Sinopse: Após viver em vários lugares do mundo e fixar raízes em Chicago, nos Estados Unidos, a jovem Monalisa, funcionária de uma galeria de artes e aspirante à artista, pretende ingressar na Universidade da Califórnia para se livrar de sua mãe, com quem tem um relacionamento bastante conturbado. Porém, nem tudo acontece como ela planeja. Na noite tempestuosa de seu décimo oitavo aniversário, o destino resolve testar todos os seus limites, direcionando-a a um caminho completamente aterrorizante que coloca a sua vida e a de quem ama em perigo.
Para conseguir sobreviver, Monalisa terá que desenhar a morte e sem tempo a perder, ela vai trilhar inúmeros caminhos que a levarão a conhecer melhor a si mesma e as pessoas ao seu redor. Pânico, vingança e morte, o que você faria se sua única saída fosse um lápis?

Biografia: Danny Belo, pseudônimo de Danielli Maria de Belo Silva, nascida dia 25 de abril de 1993 na capital pernambucana. Autora dos livros Monalisa Desenhando a Morte e Sentenciada.




Quando a arte cria vida...

Monalisa, Lisa, é uma adolescente de dezessete anos, que mora em Chicago com a mãe, Minerva, e a irmã mais velha, Antonella. Seu relacionamento com a mãe não é dos melhores. Ela meio que se sente invisível, como se a mãe só se importasse com a irmã. Dedica-se ao seu trabalho em uma galeria, à desenhar e claro, ao seu namorado, Derick. Seu maior desejo é conseguir entrar na Universidade da Califórnia.
Na noite de seu aniversário, uma triste situação acaba causando um acidente, que a deixa em coma temporariamente.

"(...) Dias escuros já haviam lhe dado motivos o bastante para temer a morte..." (p. 85)

"(...) Aproximando um pouco mais o rosto, notou que os azuis de seus olhos estavam mais intensos e debaixo deles, escuras e profundas olheiras reinavam, também percebeu a nova cicatriz que ganhara no lado direito da bochecha e um corpo muito mais magro do que o habitual. Apesar disso tudo, agradeceu em silêncio por estar viva." (p. 86)

Monalisa é inteligente, determinada e dedicada. O relacionamento difícil com a mãe a incomoda e machuca bastante, o que faz com que ela queira, cada vez mais, se ver longe dali. Quando acorda do coma, após seu acidente, sua habilidade, desenhar, ganha vida, literalmente. Ao mesmo tempo em que seu dom para o desenho se torna cada vez mais interessante, as consequências disso são cada vez mais visíveis à sua volta.

Os personagens foram muito bem cconstruídos, com personalidades únicas. Antonella foi quem mais me chamou atenção. Em alguns momentos fiquei um pouco receosa com relação à ela, mas por fim ela acabou me cativando. Sobre Minerva, ainda não consegui se gosto ou não, por conta de suas atitudes iniciais.

"- Hoje em dia é mais fácil sofrer por amor do que viver dele." (p. 148)

"- A maior dificuldade do ser humano é viver em meio a dúvida, achar um tanto sonhador ir além de seus limites quando nós mesmos nos submetemos a ultrapassá-los. Não importa o quanto seremos julgados, o segredo é não parar até mesmo quando somos impedidos a continuar." (p. 164)

Narrada em terceira pessoa, a história é totalmente instigante. Danny Belo possui uma escrita leve e envolvente, que faz com que a leitura flua agradavelmente. A autora construiu uma história original, com um bom ritmo, sem enrolação, detalhes na medida certa, personagens bem caracterizados, tendo um bom suspense como pano de fundo. O final foi surpreendente. Imaginei mil explicações e teorias, sendo que a resposta era mais simples do que eu pensava. Foi uma ótima sacada da autora. Apenas achei que algumas partes foram um pouco corridas, gostaria de poder ter me aventurado um pouco mais por essa história.

Suspense, mistério, família, arte, amizade, Monalisa desenhando a morte é um livro leve e agradável de se ler. 

A capa é bonita e pertinente à história. A diagramação conta com início de capítulos decorados, páginas amareladas e boa fonte e espaçamento, que proporcionam uma leitura confortável aos olhos.





Beijos. ;)




8 comentários:

  1. Gostei muito de sua resenha, achei a premissa bem intrigante, e me fez querer ler essa história para descobrir o mistério que existe. Bjs

    ResponderExcluir
  2. A editora Arwen tem uns livros muito maravilhosos, esse eu não conhecia mas gostei muito da história.

    ResponderExcluir
  3. Recebi esse livro da editora Arwen e está aqui aguardando ser lido, estou ansiosa pela leitura, pois a editora me proporcionou conhecer ótimos autores, e muitos livros bons, alguns até favoritados.
    Gostei da resenha.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Oi, tudo bem? Gostei muito da sua dica, a resenha me deixou mais atraída para ler o livro do que a sinopse do mesmo. Gosto de tudo relacionado à arte, com certeza esse é um livro que farei leitura. Obrigada, beijos.

    ResponderExcluir
  5. Gostei bastante da história em si. Acho bem legal quando imaginamos milhares de teorias mirabolantes e a resposta estava na mais simples, o melhor, é quando o autor consegue fazer isso de maneira discreta e completamente envolvente e sem enrolar. Gostei bastante da diagramação também. Parabéns pela resenha.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia o livro, na verdade nunca li nada Arwen.
    Mas além da capa linda, a premissa desse é interessante, não dispenso um enredo de suspense e mistério.

    Até mais!!
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  7. Oi Aline, não conhecia o livro, é mesmo sua resenha tendo me chamado atenção em alguns pontos, confesso que no fim não fiquei tão empolgada para ler. Em todo o caso, vou deixar a dica anotada, quem sabe mudo de ideia.
    Bjs Rose

    ResponderExcluir

Quem Escreve

Aline (Li), taurina, 36 anos, turismóloga, paulista de Ribeirão Preto, apaixonada por séries de TV e compulsiva por livros (se estiverem em promoção, então..rs). Amo ler! :)



Colaboradora

Luciana (Lu), Ribeirão-pretana, 31 anos, virginiana e perfeccionista. Cake Design. Danço nas horas vagas por paixão e para relaxar. Amo artesanato, praia, filmes, seriados e claro, livros!

Seguidores

Facebook

Instagram

Editoras Parceiras





Universo dos Livros


Editora Arwen



Astral Cultural


Chiado 

Editora

Butterfly Editora


Mundo Uno Editora

Últimas Resenhas

Total de Visualizações

Acompanhe via E-mail

Classificação

Pesquisar no Blog

Publicidade