terça-feira, 11 de julho de 2017
11

[RESENHA] Esplendor da Honra - Julie Garwood

Lido em: Julho/2017
Título: Esplendor da Honra
Autor(a): Julie Garwood
Editora: Universo dos Livros
Gênero: Romance de época
Ano: 2017
Páginas: 416
ISBN: 9788550301372
Onde comprar: Saraiva  ||  Amazon
Skoob






Sinopse: Na corte inglesa medieval, a amável lady Madelyne sofre com os caprichos de seu perverso irmão, o barão Louddon. Para se vingar de um crime revoltante, o barão Duncan ataca as terras de Louddon com seus guerreiros. Madelyne foi o prêmio que ele capturou, porém, ao contemplar a orgulhosa e bela dama, ele jura arriscar sua vida para protegê-la. Apesar de seu tosco castelo, Duncan demonstra ser um gentil cavalheiro. Mas quando, afinal, a nobre paixão domina a ambos, Madelyne se entrega com toda a alma. Agora, por amor, Madelyne enfrentará qualquer coisa, tão corajosamente quanto seu senhor, o poderoso e combativo Lobo.

Biografia: A obra de Julie Garwood está traduzida em cerca de trinta países. No conjunto são mais de trinta milhões de livros vendidos e dezessete títulos entre os mais vendidos do New York Times. É uma das escritoras que os Norte-Americanos mais apreciam e acarinham. A sua reputação de excelente contadora de histórias baseia-se na capacidade para criar narrativas com personagens cativantes, emoções fortes e enredos com reviravoltas surpreendentes. Os seus leitores dizem que é o humor, bem como a força das suas histórias, que os entretém e os faz rir e chorar.Tem três filhos e vive com o marido em Lenwood, Kansas.


*Livro cedido em parceria com a Editora.




A história começa com Duncan, Barão de Wexton, sendo preso por seu inimigo, o Barão Louddon. Ele é preso e exposto ao tempo frio, para que assim fosse morto. Porém, antes que isso acontecesse, ele é salvo por Madelyne, irmã de Louddon. Ela o ajuda a se soltar e se abrigar até que esteja bem para poder fugir. Mas, quando ela menos espera, o exército de Duncan invade o local para retaliar em favor de seu Barão. O que ela não sabe é que tudo foi parte de seu plano para invadir o castelo. Dando continuidade ao seu plano, como parte de sua vingança, Duncan sequestra Madelyne, obrigando-a a seguir com ele para suas terras, a fim de atrair Louddon para que pudesse matá-lo.

"- Será que tenho que lutar minhas batalhas sempre sozinha?" (p. 102)

Madelyne é inteligente, obstinada, sincera, impulsiva, divertida e um pouco desajeitada. Desde criança sempre foi retraída, tentando sempre esconder suas emoções e passar despercebida. Isso muda quando chega em Wexton. Duncan a deixava segura e assim ela se libertou de todas as suas reservas, podendo ser ela mesma. Corajosa. A mulher é corajosa. Em momentos cruciais lá estava ela enfrentando seus medos e mostrando sua coragem. Resumindo, Madelyne é incrível.

Duncan é um homem justo, honrado, protetor, teimoso e arrogante. Mas não aquela arrogância que irrita e nos faz querer dar um soco na cara do personagem (que violência!rs), mas sim aquela arrogância leve, que se torna até engraçada. Um verdadeiro líder e um guerreiro nato, tem o respeito de todos em suas terras. Quando conhece Madelyne, suas defesas vão caindo uma a uma até que ele perceba seus sentimentos por ela.

"(...) Era uma alegria observá-la; um pesadelo protegê-la." (p. 215)

É possível perceber a atração de Madelyne e Duncan logo nas primeiras páginas, porém o envolvimento dos dois se dá de forma gradual. Ambos demoram a se dar conta do que sentem e quando isso acontece, não querem assumir, mas no fim acabam se entregando. Eles são como fogo e água... O que mais me agradou foi a maneira como eles se permitiram, como um se adaptou ao outro, mesmo com tantas diferenças.

"(...) Quando ele estava perto, ela queria que ele fosse embora. No entanto quando ele estava longe, sentia sua falta." (p. 114)

"- Saia de cima de mim. Você pesa mais que as portas da sua casa." (p. 163)

"Não combinavam em nada, eles dois. Ele era rígido como o tronco de uma árvore velha; Madelyne era tão inconstante quanto uma brisa." (p. 220)

Personagens marcantes e bem caracterizados foram fundamentais para a construção do ótimo enredo. Gillard, Edmond e Adela, irmãos de Duncan; e Anthony, principal guarda do exército de Duncan, foram os que mais se destacaram na história.

Com narrativa em terceira pessoa, Julie Garwood conduz a história de Madelyne e Duncan de maneira envolvente, permitindo conhecer cada traço de suas personalidades, bem como suas dúvidas e anseios. Além de ótimos personagens, a ambientação conta com detalhes na medida certa, o que nos permite visualizar os cenários com clareza, como se estivéssemos presente.

A leitura foi um pouco lenta nas primeiras cem páginas, mas depois disso fluiu rapidamente, eu não consegui largar o livro antes de ver o seu fim. A escrita da autora me conquistou pela maneira como ela construiu a história, mesclando elementos como intrigas, conspirações, vingança, questões políticas e disputas, e em meio a isso, o amor de Madelyne e Duncan.

Amor e honra combinados a uma boa dose de ação, cenas sensuais e um leve toque de humor, fazem de Esplendor da Honra um ótimo romance de época.. Quem gosta de livros do gênero não pode deixar de ler.

Adoro a capa. A diagramação é simples, com folhas amareladas e ótima fonte e espaçamento.




Beijos. ;)







11 comentários:

  1. Um livro com uma boa história, bem escrito e personagens cativantes.
    Muito bom ver que a Universo saiu um pouco da onda hot deles e mergulhou nos romances de época e com boa história ♥
    Madelyne me deixou animada ♥ ♥ Gosto de ler resenhas onde sinto isso! A vontade de ler o livro só fica grande!

    ResponderExcluir
  2. Ai que edição mais linda menina, eu que lá não sou muito chegada em romances de épocas, estou ao pouco me abrindo para esse novo gênero, quem sabe futuramente eu dê oportunidade e vá me apaixonar.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Olá, o livro não me chamou atenção. Achei o enredo sem inovações e os personagens mais dos mesmos. Acho que os romances de época já saturaram o mercado. O ponto positivo foi a escrita da autora e buscou inserir mais do que a história pede. Bjs

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    Fico feliz em saber que após algumas páginas que são mais lentas, que a leitura flui rapidamente.
    Duncan parece ser um personagem bem interessante de acompanhar e estou curiosa para saber onde vai dar seu plano de vingança contra seu inimigo.
    Madelyne parece surpreender ao mostrar-se corajosa e destemida quando finalmente pode ser ela mesma.

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
  5. Olá! Tudo bom?
    Não é a primeira vez que ouço falar nesse livro, mas todas as vezes vejo apenas elogios, por isso estou louca para ler ele. Não sabia que havia cenas de ação nele fiquei ainda mais curiosa.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Oie amore,

    Senti uma paz ao ver a capa desse livro, que vontade de ler pra ver se a sensação será a mesma ao ler.
    Ao ler sua resenha confesso que fiquei bem curiosa pra ler essa belezura e até já anotei a dica por aqui!

    Beijokas!

    ResponderExcluir
  7. O personagem é arrogante mas não aquele que dá vontade de bater. Bom, isso é meio caminho andado porque tem alguns que dá vontade de espancar mesmo né?
    Não conhecia este livro e é a primeira vez que vejo e olha que não vi mitos livros de época com tantas páginas, mas é um gênero que venho amando cada vez mais.

    Greice Negrini
    Blogando Livros

    ResponderExcluir
  8. Oi, Aline
    Tenho muita curiosidade em ler esse romance, e acho que nunca pode faltar essa dose de humor. Um bom cenário descrito também, adoro quando isso é bem desenvolvido. Adorei saber sua opinião.

    Livros, vamos devorá-los

    ResponderExcluir
  9. Oi, Aline!
    Tenho curiosidade nos romances de época há tempos, mas só recentemente estou para dar uma chance com um da Julia Quinn. Esse, porém, também me soou realmente promissor, tanto pela destreza dos protagonistas, principalmente a mocinha mais corajosa, e mais ainda pela sua ressalva sobre os outros personagens secundários que se destacam na história; particularmente valorizo demais autores que dão atenção além dos principais, então isso já me deixou com um ponto positivo em relação ao livro. Quem sabe não leia quando a pilha atual der uma folga? Enfim, valeu a dica e parabéns pela ótima resenha!
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional.blogspot.com.br ♥

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bem?
    Eu não sou uma leitora frenquente de romances de época, mas acho bem legal o estilo do enredo, principalmente por trazer traços de humor mesmo que seja através da arrogância de algum personagem. Vou anotar a dica aqui!
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oie!
    Eu não gosto muito de livros que tenho que arrastar a leitura no começo, mas eu leria só pelo fato de que sou apaixonada por romances de época.
    A premissa de Esplendor da Honra é até interessante, mas me parece um tanto clichê, espero que a leitura vale mesmo a pena.

    Beijinhos da Mady.

    ResponderExcluir

Quem Escreve

Aline (Li), taurina, turismóloga, paulista de Ribeirão Preto, apaixonada por séries de TV e compulsiva por livros (se estiverem em promoção, então..rs). Amo ler! :)



Colaboradora

Luciana (Lu), Ribeirão-pretana, virginiana e perfeccionista. Cake Design. Danço nas horas vagas por paixão e para relaxar. Amo artesanato, praia, filmes, seriados e claro, livros!

Seguidores

Facebook

Instagram

Editoras Parceiras





Universo dos Livros


Editora Arwen



Astral Cultural


Chiado 

Editora

Butterfly Editora


Mundo Uno Editora

Últimas Resenhas

Total de Visualizações

Acompanhe via E-mail

Classificação

Pesquisar no Blog

Publicidade