terça-feira, 13 de janeiro de 2015
42

[RESENHA] Proibido - Tabitha Suzuma

Lido em: Janeiro/2015
Título: Proibido
Autor: Tabitha Suzuma
Editora: Valentina
Categoria: Literatura Estrangeira / Drama
Ano: 2014
Páginas: 304
ISBN: 9788565859363
Onde comprar: Submarino ,Saraiva
Skoob
Favorito!




Sinopse: Ela é doce, sensível e extremamente sofrida: tem dezesseis anos, mas a maturidade de uma mulher marcada pelas provações e privações da pobreza, o pulso forte e a têmpera de quem cria os irmãos menores como filhos há anos, e só uma pessoa conhece a mágoa e a abnegação que se escondem por trás de seus tristes olhos azuis.
Ele é brilhante, generoso e altamente responsável: tem dezessete anos, mas a fibra e o senso de dever de um pai de família, lutando contra tudo e contra todos para mantê-la unida, e só uma pessoa conhece a grandeza e a força de caráter que se escondem por trás daqueles intensos olhos verdes.
Eles são irmão e irmã.
Mas será que o mundo receberá de braços abertos aqueles que ousaram violar um de seus mais arraigados tabus? E você, receberia?
Com extrema sutileza psicológica e sensibilidade poética, cenas de inesquecível beleza visual e diálogos de porte dramatúrgico, Suzuma tece uma tapeçaria visceralmente humana, fazendo pouco a pouco aflorar dos fios simples do quotidiano um assombroso mito eterno em toda a sua riqueza, mistério e profundidade.

Biografia: Tabitha Sayo Victoria Anne Suzuma nasceu em Londres, filha de mãe inglesa e pai japonês, a mais velha de cinco filhos. Ela frequentou o liceu francês, mas saiu da escola aos catorze anos. Dez anos depois, ela se tornou professora e escreveu seu primeiro livro, A Note of Madness. Ela ainda escreveu mais três obras para o público jovem adulto: From Where I Stand, A Voice in the Distance e Without Looking Back. Seu trabalho mais famoso, Forbidden, conta a história de um romance incestuoso entre um irmão e uma irmã. Sua obra mais recente é Hurt, livro lançado em 2013.

Quero começar esta resenha dizendo que provavelmente é uma das mais difíceis que eu já escrevi, e os motivos são os seguintes: o impacto que o livro causou em mim, o fato de ter estilhaçado meu coração, pela ressaca literária que estou, por não saber como começar a falar sobre a história e o principal, por ter se tornado um dos meus livros favoritos e eu estar com receio de não conseguir transmitir todas as emoções que ele me causou... Mas vamos lá....
"Você pode fechar os olhos para as coisas que não quer ver, mas não pode fechar o coração para as coisas que não quer sentir." (Anônimo)

Lochan (17) e Maya (16) são irmãos, adolescentes e com uma grande responsabilidade: cuidar da casa e dos irmãos menores, Kit (13), Tiffin (9) e Willa (5). A mãe além de ser alcoolatra, quando não está trabalhando, está com o namorado e não quer nem saber dos filhos, e vai ficando cada vez mais ausente da vida deles, chegando a ficar semanas sem aparecer em casa. Os filhos não a denunciam porque sabem que diante da situação seriam enviados para uma instituição e assim separados uns dos outros. E assim eles seguem, tentando manter a aparência de que mãe é uma ótima mãe e que suas ausências são devido à viagens de negócios. Eles lutam, o tempo todo, para manter a família unida.
Com tantas obrigações, Lochan e Maya se revezam entre as responsabilidades da casa e da escola. Além de dividirem as responsabilidades, são melhores amigos desde sempre, e diante de todas as dificuldades, um acaba encontrando no outro o seu porto seguro. Até aí tudo bem, quantas pessoas não tem irmãos que são verdadeiros amigos, aqueles irmãos podemos contar e desabafar? Normal. O problema começa quando eles se descobrem apaixonados.

"Como uma coisa tão errada pode parecer tão certa? Pág. 131"

Lochan é tímido, inteligente e responsável, não tem amigos e não consegue se relacionar com ninguém fora sua família. Na escola, fica isolado e quer sempre passar despercebido. Sofre de fobia, pânico e não pode nem pensar em apresentar trabalhos na frente dos outros alunos. Ou seja, é totalmente problemático, e fofo, de uma maneira singular. A única pessoa com quem ele consegue relaxar e ser ele mesmo é com Maya.

"(...) Nunca antes imaginei minha vida sem ele; como essa casa, ele é o meu único ponto de referência em meio a uma existência difícil, em meio a um mundo instável e assustador. A ideia de ele ir embora me faz sentir um terror tão extremo que chego a ficar sem fôlego. Eu me sinto como uma daquelas gaivotas cobertas de petróleo após um vazamento, me afogando num mar negro de alcatrão e pavor." Pág. 28

Maya é doce, carinhosa e sofrida. Com poucos amigos, sua melhor amiga é Francie. Dedicada à escola e suas obrigações em casa. E apesar da vida sofrida, sempre encontra uma chama de esperança dentro de si para seguir em frente.

Os outros personagens são marcantes e fundamentais para a trama: Lily, a mãe desnaturada; Kit, o irmão do meio, típico adolescente revoltado; Tiffin, inteligente, capta as coisas no ar; Willa, doce e meiga; Francie, a melhor amiga, extrovertida e doida para ficar com Lochan.

Narrado em primeira pessoa com os capítulos alternando entre a narrativa de Lochan e Maya, a escrita é leve e a leitura flui rápido. Apesar de se tratar de um tema tão polêmico, Tabitha soube desenvolver a história com uma delicadeza e sutileza impressionantes. Com uma escrita simples, ela consegue transmitir todos os sentimentos, dilemas e preocupações dos personagens. A dor deles é quase palpável, em diversos momentos tive vontade de entrar no livro e cuidar, oferecer meu ombro e chorar junto.

Por ser uma situação complexa e delicada, Lochan e Maya, travam uma luta interna, entre o seu amor e a sua consciência, entre o certo e o errado. Relutando, o tempo todo, se devem ou não prosseguir. Tanto medo, tanta culpa, tantas incertezas e ao mesmo tempo a esperança.

"(...) Estou me desintegrando. Sinto tanto nojo de mim que tenho vontade de fugir do meu próprio corpo." Pág. 96


"Mas sei que é ridículo, absurdo demais até pensar nisso. Nós não somos assim. Não somos doentios. Somos apenas um irmão e uma irmã que por acaso também são os melhores amigos um do outro. É assim que sempre foi entre nós dois." Pág. 102


Eu torci, torci muito pelos dois, para que desse certo, para que eles ficassem juntos....Ah, como eu torci! (assim como torci muito pela morte da mãe deles, que raiva daquela mulher!)

Impactante, arrasador, estilhaçador, perturbador, devastador e dolorido, muito dolorido... assim é Proibido. É muita dor e muito amor por essa história. Dolorosamente lindo!

"No fim das contas, o que importa mesmo é o quanto você pode suportar, o quanto pode resistir. Juntos, não fazemos mal a ninguém; separados, nós definhamos." Pág. 154

Mas não se engane, apesar da escrita simples, a carga emocional é profunda e intensa. Quando fui começar a ler, me avisaram "Se prepare!". Mas o fato é que, por mais que você ache que está preparado para esse livro, você nunca estará preparado o suficiente.

E o final... Arrasador, partiu meu coração ainda mais. Após terminar a leitura, chorando de soluçar, fiquei um bom tempo olhando para o teto e sem conseguir assimilar mais nada, tamanho o impacto que a história me causou. Foi um livro que me abalou muito! Poucos livros me deixaram assim tão arrasada, e só de lembrar da história dói, e dói muito. Mexeu com meus sentimentos e minha emoção e me deixou completamente sem chão. E posso dizer, eu não sou eu mesma após ler esse livro.

"(...) Nenhum sacrifício é grande demais para manter minha família unida, mas a longa estrada adiante parece ser tão íngreme e acidentada que sempre acordo à noite com medo de cair. Só a lembrança de Maya ao meu lado faz com que a subida pareça possível." Pág. 204

"(...) e é como se alguém enfiasse a mão dentro do meu peito e começasse lentamente a me estraçalhar." Pág. 286

Quando soube sobre o livro e que o tema era incesto, confesso que devido ao preconceito, fiquei na dúvida se leria ou não, tive receio de que fosse uma história que me causasse nojo, repulsa ou qualquer coisa assim.  Mas então fui lendo resenha atrás de resenha, todas positivas, e pensei "tenho que ler e descobrir o que esse livro tem". E eu descobri... o livro tem o amor, ainda que proibido e muito julgado, na sua mais pura essência.

Proibido é o tipo de livro que faz com que nos questionemos sobre nossos princípios e as "regras" que a sociedade nos impõe.
 
Amo a capa, acho linda! E tem tudo a ver com a trama, a delicadeza da rosa e o arame farpado em volta. Isso resume bem o que é a história. Diagramação simples, fonte e espaçamento em bom tamanho e páginas amareladas. Ótimo trabalho da Editora Valentina!

Mais do que recomendado!


Beijos (ainda de ressaca literária... =/ ).
http://literalizandosonhos.blogspot.com.br/2015/01/top-comentarista-3-janeiro.html








42 comentários:

  1. Olá, tudo bem?.
    Adorei seu ponto de vista sobre a obra, parece um livro com uma enorme carga emocional mesmo. Irei ler futuramente.
    Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu já venho lendo algumas resenha desse livro e realmente parece que ele é bem difícil de ser resenhado por sua complexabilidade . Mas você estar de parabéns!! conseguiu resenha-lo.
    Concerteza ele estar na minha lista de leituras de 2015.

    http://sonhoseaventurasdeamor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oie,
    É interessante que eu nunca me sentir atraido a ler esses tipos de livros, pois achava que era muito mulherzinha, mas adorei a forma que você falou sobre o livro, parece ser daqueles de forte emoções.
    Adorei mesmo, está de parabéns ^^

    Abraços
    Dudu
    http://portalnerdss.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Só tenho uma coisa para dizer depois de ler essa resenha: preciso ler esse livro. Inicialmente fiquei com receio por conta do tema abordado, mas levando em consideração o que você disse, sinto que irei gostar. É bom quando um autor tem coragem de abordar um tema polêmico e consegue fazer isso de maneira louvável. A capa é realmente linda e transmite a ideia da delicadeza e dos percalços pelos quais os personagens passam. Vou ler com certeza!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Oiee ^^
    Me preparando emocionalmente desde Dezembro para ler esse livro...haha' Estou com ele aqui faz tempo já, mas sempre vejo o povo com ressaca literária depois de ler, e eu não posso me dar o luxo de ter uma ressaca literária agora...kkkk'
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oie! Inicialmente fiquei com medo de ler esse livro, mas com certeza depois de ler tantas resenhas boas vou procura-lo para ler!
    bjs, se puder comentar nessa resenha ajudaria muito:
    http://resenhasteen.blogspot.com.br/2015/01/morra-por-mim.html

    ResponderExcluir
  7. A resenha está incrível, mas esse livro parece bem polemico, uma leitura complicada e interessante.
    Bjs
    www.satisfashionbrazil.com

    ResponderExcluir
  8. Olá!

    Li, sua resenha e a da Mari estão perfeitas! Ambas me deixaram com uma vontade tremenda de lê-lo. O livro parece maravilhoso e parece criticar claramente o que tem de errado em amar, o porquê as pessoas julgam algo tão sincero como errado. Ai, deu até vontade de chorar.

    Beijos literais,
    Luiz Henrique (Luke)
    instanteliteral.com

    ResponderExcluir
  9. Tá todo mundo falando tanto desse livro que estou começando a ficar louca pra ler haha
    Depois de ver o depoimento da Mari, fiquei meio impactada rs. Apesar de falar de um tempo polêmico, acho bacana a autora abordar essa questão do amor. Principalmente porque vivemos em uma época onde o preconceito - infelizmente - existem. Isso me faz refletir muito sobre as pessoas que sofrem com isso tudo. É claro que coloquei ele na minha listinha de livros pra ler. Adoro livros questionadores :)
    Beijos!
    Juliana Skwara
    http://novosescritores.com/profiles/blogs/resenha-confissoes-on-line-bastidores-da-minha-vida-virtual-iris-?xg_source=activity

    ResponderExcluir
  10. Boa tarde, Li. Tudo bom?
    Ouvi muita gente falar desse livro e li algumas resenhas bem positivas, realmente tem um tema que é bem polêmico e como alguns estou ainda me preparando para aventurar nessa história. Fiquei bem instigado com os personagens e o tamanho de sentimentos que poderei encontra-lo é muito grande, não é mesmo? Adorei seu ponto de vista e estou ainda me preparando ainda mais para compra-lo e iniciar a leitura :) Bela resenha!

    Beijos!
    Luan || Um Grande Vício Literário

    ResponderExcluir
  11. Quer me ver feliz eu eu ver uma resenha positiva deste livro, kkk eu amei tanto este livro que até hoje só de ler a sua resenha me emociona eu amo ainda mais as pessoas que conseguem ver o que o livro transmite rsrs ele é tudo de bom e passa a mensagem simples e direta de amor não tem como termos preconceito em nenhum tipo quando entendemos o amor e isso é o que acontece com este livro.

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oi.
    Por mais que eu leia resenhas positivas sobre esse livro e tenha compreendido algumas coisas(eu já fui atrás de spoilers em off rsrs), eu não consigo sentir interesse nesse enredo.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  13. Olá :)
    Estou louca pra ler esse livro, só li coisas boas sobre ele até agora e coloquei na wishlist.
    Parece mesmo ser um livro daqueles que "acabam" com a gente rs.
    Achei essa capa tão linda *----*
    Adorei a resenha!
    Beijos
    littledreeamer.blogspot,com.br

    ResponderExcluir
  14. Oi Li!
    Amiga, primeiramente obrigada por ter conversado comigo enquanto eu ainda tentava me recompor desse livro. kkkk É muito bom poder desabafar depois de uma leitura como essa. Temos que ler mais livros, assim juntas para podermos formular nossas resenhas kkkk A minha quase não sai, e apesar de não estar numa ressaca literária, estou com um problema ainda maior: tudo o que eu começo a ler acho indigno de seguir uma leitura tão boa. kkkkk <3

    Beijos,
    Mari Siqueira
    http://loveloversblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Me apaixonei pelo livro assim de repente, e acredito que Proibido vai me impressionar bastante e causar tantos impactos quanto em você.

    ResponderExcluir
  16. Nossa, eu tinha escrito um comentário muito maior. Porcaria de teclado idiota. Enfim, falei que eu torci pela morte do Kit, aquele fdp ¬¬' kkkkk Ainda tenho tentado me recompor, mas aos poucos a vida segue e esse livro tem um lugar mais que especial no meu coração. Tua resenha tá ótima, você já está pronta pra outra HAHA' <3 Beijos Li Linda! <3

    ResponderExcluir
  17. Quando li esse titulo logo pensei que fosse do genero new adult mais pela a resenha parece que nao, mais e uma historia mto comovente assim como ja falei parece com o jardim dos esquecidos, bem envolvente e triste, ameei a resenha bjoos

    ResponderExcluir
  18. Oi,
    Já sabia desse livro porém estava com o pé atrás em relação ao mesmo, pensei que a história fosse clichê e um pouco imatura. Mas depois de ler as diversas resenhas positivas fiquei bastante curiosa para descobrir a história dos irmãos Maya e Lochan.

    ResponderExcluir
  19. Oi Li,
    Estou com medo de ler este livro , eu ganhei um exemplar do mesmo e aguardo pelo correio , mas estou com receio se leio ou não. =/
    Beijos

    http://www.nossaspaixoesopsnossoslivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  21. Oi, Li!

    Nossa eu dei uma bobeira e tanto de não ter solicitado este livro para meu sorteio. Acabei com um que não consigo ler.
    Mas amei sua resenha e me fez ver que a carga emocional é como eu espero que seja e por isso estou bem curiosa para ler o livro.

    Nossa tenho feita bestagens demais por hoje, nos comentários rsrs

    Beijos
    http://www.amorliterario.com

    ResponderExcluir
  22. Oi, flor!
    Eu solicitei esse livro para a querida editora Valentina e já estou com ele em mãos. Eu queria tê-lo lido logo, mas confesso que estou reticente. Me preparando psicologicamente para a história. Sua resenha me mostrou como sou tola... não tem como se preparar para algo tão arrebatador, tão humano, tão intenso. Espero me apaixonar por esse casal, espero torcer por ele, assim como você. Linda resenha, minha flor!

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  23. Que resenha linda, flor!!!
    Li várias resenha desse livro e nenhuma me fez querer lê-lo, até agora. Já sabia que o tema era incesto mas não via nada de mais nesse livro, com sua resenha entendi que a carga emocional é o que move essa história. Agora fiquei querendo ler, espero conseguir ler logo e que eu também goste :)

    Bjs
    Jéssica Rodrigues
    http://www.coracaoleitor.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Li este livro e com certeza foi minha melhor leitura de 2014! tirei muitas lições dele, lições estas que poucas pessoas conseguem ver, muita julgam apenas o assunto de incesto, mas não vem que está muito alem disso. As atitudes humanas em relações muitas coisas devem ser repensadas e Proibido só escancara isso para quem não quer enxergar.

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  25. Oi Li!
    Como comentei numa coluna que você postou a pouco, esse é o típico livro que não vou me aventurar. Pra mim, o romance tem seus limites, e tratar de incesto, embora, não pareça que eles são irmãos, ainda é complicado pra mim sabe. Então, infelizmente, nesse sentido estou sendo um tanto preconceituoso e não me aventuraria.

    Abraços
    David Andrade
    http://www.olimpicoliterario.com/

    ResponderExcluir
  26. Adorei sua resenha, acho que você conseguiu passar bem toda a emoção que sentiu lendo o livro. Eu não tive a oportunidade de lê-lo ainda infelizmente, mas quero muito, principalmente porque estou super curiosa com o final.

    ResponderExcluir
  27. Ola confesso que ainda não estou preparada emocionalmente para ler esse livro , assim como você por torcer por eles , e que mãe faz isso com os filhos, os protagonistas já me conquistaram pela maturidade que tem , devido as situações. Vou esperar mais um pouco para ler . amei sua resenha. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  28. Nossa que resenha maravilhosa, este livro esta sendo muito comentado, quero muito ler. Dois irmãos adolescentes que devido a mãe que não tem interesse nenhum neles, acabam tomando conta da família e amadurecendo muito mais rápido. Deve ser uma história muito emocionante e comovente tem que estar preparado pra ler, isso é, se conseguir estar preparado rsrsr.

    ResponderExcluir
  29. Eu to louca pra ler esse livro, mas ainda não deu certo para eu pegar ele. Já imagino o que aconteça, por todas as resenhas que li, mas mesmo assim quero ter a minha experiência. Já até imagino que ficarei mal por muitos dias.

    Bjs, @dnisin
    www.seja-cult.com

    ResponderExcluir
  30. Meu eu to lendo ele e a cada página, meu coração vai se despedaçando. É um livro realmente perturbador, dolorido, polemico. Eu acho lindo o amor deles, mas ai eu paro pra pensar são irmãos mano...To enrolando pq não quero que acabe
    http://contodeumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  31. Esse livro não me convenceu. Li com a mente aberta querendo entender toda essa história entre o Lochan e a Maya, mas eles não me convenceram como casal. Isso entre outros motivos que me fizeram não curtir a leitura. =(

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  32. Simplesmente não me desce essa historia, ao meu ver até mesmo os romances tem seus limites e incesto não é algo que eu queira ler. Com certeza dispenso esse livro.

    Abraço,
    Diego de França
    www.leitorsagaz.com.br

    ResponderExcluir
  33. Estou querendo muito ler esse livro! Parece ser muito bacana e interessante. Eu não acho que tenha limites na literatura e acho que temos mesmo que ler o que nos tira de nossa zona de conforto e que nos faça refletir!

    Beijos
    www.serleitora.com.br

    ResponderExcluir
  34. Não acho que seria preconceituoso. Não tem como respeitar, concordar um romance quando os dois são irmãos, principalmente de sangue. Parece muito forçado e não me agradaria ler um livro desse tipo. Não é questão de preconceito, e sim está certa. É a minha posição fazer o que.
    Acho que um romance tem que ter um certo limite e este ultrapassou todos.
    Mas enfim, que bom que gostou né...
    Beijos.
    http://chuvaelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  35. Com certeza vou adicionar esse livro na minha lista. Você soube descrevê-lo com uma emoção que atiça a curiosidade de qualquer leitor! E sobre ressaca literária? Estou sofrendo uma das grandes, não sei se conseguirei sobreviver kkkk
    Beijos :D

    ResponderExcluir
  36. Oi
    Eu também fiquei um pouco em dúvida se deveria ler quando li a sinopse, mas depois vi um vídeo da autora e percebi que estava sendo preconceituosa, sobre uma coisa que eu simplesmente não conheço e isso me deixou com muita vontade de mergulhar nessa história. mesmo com o risco de chorar muito. vou ler sem julgar e se for para ficar com ressaca literária, vai ser esperada.
    Bjs

    ResponderExcluir
  37. Já faz um tempo que estou querendo ler este livro, mas admito que não imaginava que a carga emocional dele seria tão grande.
    Apesar de eu ter me interessado por ele desde o início, não esperava muita coisa da história, mas depois da tua resenha já estou começando a criar expectativas.

    bjs

    ResponderExcluir
  38. Ainda não consegui superar o final desse livro, mas estou seguindo, acredito que depois dele, me tornei uma pessoa melhor (pelo menos espero que sim).
    Esse é um dos melhores e mais tristes livros que já vi.
    Incesto nunca foi visto como um tabu para mim, amor é amor, fim. Só que a sociedade não pensa o mesmo, então seguimos nessa hipocrisia.
    Proibido é fantástico, arrebatador, todos deveriam ler.
    Eu nem tinha mais lágrimas depois de terminá-lo, me fez pensar tanto que, achei que meu cérebro fosse "fritar".
    Ressaca literária é pouco para esse =/ !

    ResponderExcluir
  39. Oiee tudo bem? Também estou nessa onda de ressaca literária rsrs, já vi o livro em vários blogs e eu acho que leria sem problemas, mas no momento estou procurando leituras diferentes rsrs então no momento eu deixaria passar. Adorei sua dica rs, Abraços.

    ResponderExcluir
  40. Olá!
    Esse livro parece ser bem intenso. E já vi várias resenhas e todas são positivas. A capa é linda e chama muita atenção. Eu pretendo ler em breve esse livro e conhecer a fundo essa história.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  41. oi Li,
    Perfeita sua resenha. Proibido é um livro para se ler sem amarras, sem preconceitos e sem tabu. como vc disse, é uma história de amor. Infelizmente ainda não li esse livro e no dia que isso acontecer espero estar com a cabeça pronta para toda a história.
    bjs

    www.navioerrante.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  42. Olá Aline, tudo bem?

    Eu tava gostando da resenha e cogitando a possibilidade de ler o livro, até cair na palavra incesto. Cabou amor, hahaha.

    Temas polêmicos não estão na minha lista de desejos de leitura.

    Beijos

    ResponderExcluir

Quem Escreve

Aline (Li), taurina, turismóloga, paulista de Ribeirão Preto, apaixonada por séries de TV e compulsiva por livros (se estiverem em promoção, então..rs). Amo ler! :)



Colaboradora

Luciana (Lu), Ribeirão-pretana, virginiana e perfeccionista. Cake Design. Danço nas horas vagas por paixão e para relaxar. Amo artesanato, praia, filmes, seriados e claro, livros!

Seguidores

Facebook

Instagram

Editoras Parceiras





Universo dos Livros


Editora Arwen



Astral Cultural


Chiado 

Editora

Butterfly Editora


Mundo Uno Editora

Últimas Resenhas

Total de Visualizações

Acompanhe via E-mail

Classificação

Pesquisar no Blog

Arquivo do blog

Publicidade