terça-feira, 15 de novembro de 2016
7

[RESENHA] Só a gente sabe o que sente - Frederico Elboni

Lido em: Novembro/2016
Título: Só a gente sabe o que sente
Autor(a): Frederico Elboni
Editora: Benvirá
Gênero: Literatura nacional / Crônicas
Ano: 2016
Páginas: 168
ISBN: 9788557170216
Onde comprar: Submarino  || Amazon
Skoob



Sinopse: Em seu terceiro livro, Frederico Elboni propõe ao leitor explorar seus sentimentos mais profundos, falando sobre temas que muitas pessoas não entenderiam. Saudade de pessoas que já se foram, amores perdidos, dilemas da vida adulta, todos esses temas viram crônicas nas mãos do jovem autor de 'Um sorriso ou dois' e 'Meu universo particular'.

Biografia: Frederico Stewers Elboni nasceu em São Paulo, mas hoje é morador do pacato estado de Santa Catarina. Com um diploma em Publicidade e Propaganda, é vidrado pelo comportamento humano e suas facetas. Em 2011 e 2012, foi autor-roteirista do programa Amor & Sexo da Rede Globo e hoje é dono do blog “Entenda os homens”, que registra mais de 5 milhões de acessos mensais. Apaixonado pelos conhecimentos empíricos da vida, sushi e nhá benta, sempre gostou de mostrar às pessoas como tudo pode ser simples. Acredita fidedignamente na teoria de que os sorrisos podem curar qualquer coisa. Menos mau-caratismo e o horrendo hábito de colocar ketchup na pizza. 




Acompanho há um bom tempo o trabalho de Frederico Elboni pelo site Entenda os homens, e também através de suas redes sociais Facebook, Instagram e Snapchat. Sou sua fã desde o primeiro texto que li.
Na Bienal de SP tive o prazer de pegar autógrafo dele e embora tem sido muito rápido, valeu muito a pena!

Só a gente sabe o que sente é seu terceiro livro, e primeiro que leio. Esta leitura só veio para reforçar ainda mais o que eu já sabia, Fred é um dos meus escritores nacionais favoritos. A maneira dele de falar sobre a vida, o amor e a vida real é única e totalmente cativante. Dono de uma grande sensibilidade e de uma escrita leve e encantadora, o autor me emocionou demais com seus textos, me fez rir, me fez chorar, me fez lembrar e suspirar...

"(...) Tenho alguns medos que surgem junto das minhas maiores alegrias. Talvez seja receio de tudo ser momentâneo demais para eu me abrir por inteiro." (p. 36)

"Metade de mim é abrigo. Outra metade, medo." (p. 48)

A cada texto lido é impossível não se identificar, não encontrar um pouquinho de nós, seja pelas alegrias, pelos receios, pelos anseios... A vida real nua e crua, retratada de maneira inspiradora e sem máscaras.

Frederico Elboni é um daqueles escritores que queremos ter por perto, pelo simples prazer de poder ter uma conversa interessante após um dia estressante de trabalho, ou apenas por compartilhar momentos de uma boa companhia. O livro cumpre esse papel, pois durante toda leitura é como se tivéssemos uma conversa, íntima e despretensiosa, com o autor e, talvez até, com nós mesmos.

"Acontece que, ultimamente, mesmo com a minha eterna pressa de ser feliz, estou aprendendo a esperar. Não a esperar que as coisas caiam do céu, que pessoas que nunca mais deram o ar da graça me liguem dizendo que estão com saudade, muito menos que, na esquina de casa, o meu coração volte a se abrir para o mundo. Mas a esperar que os meus sonhos e os meus amores sejam distribuídos e recebidos no tempo certo." (p. 53)

"Ela sempre foi mar e me aceitou assim, sendo rio." (p. 134)

"(...) Não que aqui dentro não haja alegria, longe disso, mas, desculpe se eu estiver pedindo demais, quero ser euforia." (p. 160)

Terminei o livro desejando ter os outros dois, só para mergulhar mais um pouquinho na escrita do autor. Infelizmente ainda não os tenho, mas pretendo adquiri-los em breve. Preciso ter esses exemplares na minha estante, ou melhor, na minha mesinha de cabeceira. Aliás, o natal está chegando, estou aceitando de presente! #Ficaadica rs

Só a gente sabe o que sente tem uma parte especial dedicada à trilha sonora indicada por leitores. Nomes como O teatro mágico, Ed Sheeran, Goo Goo Dolls, Tiago Iorc, entre outros, compõem a playlist do livro.

O livro conta com uma ótima edição, com páginas amareladas, boa fonte e diagramação.



Super recomendo!


Beijos. 😉

Livro 11 do desafio I Dare You. 
Tema de Setembro: Ler em 1 dia.


7 comentários:

  1. Aiii que livro mais lindo gente, sou apaixonada por esse autor, sigo ele em todas as redes sociais possíveis, é um fofo! Super quero comprar a obra.
    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    Desconhecia o autor, mas também achei o livro muito bonito.
    A premissa é bem interessante e essa sensação de estar conversando com o autor assim tão perto parece ser muito confortável.
    Adorei a dica e irei procurar os livros dele para ler.

    https://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Adoro a escrita do Frederico, ele é muito fofo e simples. Fiquei apaixonada por esse livro. Quero ler!!! Bjkas

    ResponderExcluir
  4. olá...confesso que nunca tinha ouvido falar dele até o momento,lendo a resenha... legal você ter chegado perto dele na bienal, é sempre bom prestigiar os autores que gostamos...
    mas o livro em si não chama minha atenção... não curto esse estilo de leituras...
    bjs...

    ResponderExcluir
  5. Ou Aline! Não conheço o autor, na verdade, não o acompanho pelas redes sociais, mas fiquei bem interessada para conhecer os textos dele que você defendeu e elogiou. Vou dar uma olhada no site dele para ver um pouco sobre o trabalho dele.
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Nossa que legal ler seu texto e senti sua felicidade e satisfação com a leitura. Torço para que você consiga adquirir os outros livros do autor e possa se deliciar mais uma vez com a escrita dele.
    Sei bem o que é isso, quando gosto de determinado autor fico louca comprando tudo que ele lança.
    Beijos

    Leituras, vida e paixões!!

    ResponderExcluir
  7. Não conhecia o autor,mas depois de todos esses elogios à sua narrativa preciso conhecê-lo. Eu gosto de livros em que parece que estamos conversando com o autor e nos sentimos a vontade com isso,não são todos autores que conseguem tal feito.

    Vou conferir em breve.

    bjsss

    ResponderExcluir

Quem Escreve

Aline (Li), taurina, 36 anos, turismóloga, paulista de Ribeirão Preto, apaixonada por séries de TV e compulsiva por livros (se estiverem em promoção, então..rs). Amo ler! :)



Colaboradora

Luciana (Lu), Ribeirão-pretana, 31 anos, virginiana e perfeccionista. Cake Design. Danço nas horas vagas por paixão e para relaxar. Amo artesanato, praia, filmes, seriados e claro, livros!

Seguidores

Facebook

Instagram

Editoras Parceiras





Universo dos Livros


Editora Arwen



Astral Cultural


Chiado 

Editora

Butterfly Editora


Mundo Uno Editora

Últimas Resenhas

Total de Visualizações

Acompanhe via E-mail

Classificação

Pesquisar no Blog

Publicidade