terça-feira, 2 de fevereiro de 2016
38

[RESENHA] Diários de Extermínio: A Guardiã - B. R. Peruzzo

Lido em: Janeiro/2016
Título: Diários de Extermínio: A Guardiã
Autor: B. R. Peruzzo
Editora: Arwen
Categoria: Literatura Nacional / Distopia
Ano: 2015
Páginas: 205
ISBN: 9788568255000
Onde comprar: Arwen Store



Sinopse: DESCUBRA, SOBREVIVA, DESEJE. O crepúsculo de todas as batalhas se dá nos momentos mais tenebrosos que existem. Assim como as noites mais obscuras, o mundo é um lugar sombrio, cheio de segredos. Quando o universo estava afundando em seu momento de maior lástima, os Guardiões surgiram para trazer o alvorecer, a luz e a paz de volta ao universo, ao nosso mundo e à Terra. Meu planeta natal, Zodark, foi destruído pela ganância de meu povo, e a Terra está prestes a ser destruída também, pelo mesmo motivo. Mas eu não permitirei. Meu nome é Lilian Moore, eu sou uma Guardiã, a que salvará a Terra e Zodark. Pelo menos é isso que eu espero! A Guardiã traz uma história épica, cheia de ação, aventura e ficção. Uma distopia feita para agradar a todos os públicos.

Biografia: Gaúcho de dezoito anos, que tem uma imensa paixão pela escrita e leitura. Desde sempre cria histórias em sua mente e agora criou seu primeiro livro para que outras pessoa as conheçam também. A literatura o salvou e hoje busca salvar outras pessoas com as palavras. Atualmente mora com seus pais, sua linda Chow-Chow, um linguiça chato e uma gata louca. Além de viver seus dias para agradar seu grande amor. Então, venham junto com ele para não apenas ler, mas também viver essa e muitas outras histórias.

*E-book cedido em parceria com o autor.

Confesso ter sentido um pouco de dificuldade para escrever essa resenha.Tentei organizar da melhor maneira na minha cabeça o que li, tendo em vista que é a primeira distopia que leio.
Vamos lá...


A trama se passa no Brasil. Caxias do Sul, Rio de Janeiro e Amazônia, respectivamente.
A Guardiã conta a historia de Lílian Moore. Uma jovem órfã que ao completar dezoito anos deixa o orfanato em que viveu no Sul do Brasil e se muda para o Rio de Janeiro. Ela entra na faculdade e conhece um rapaz chamado Douglas. A partir disso, sua vida vira de ponta cabeça, pois descobre que Douglas não é quem ela pensava ser, e que ela também não é.

“Será que ele era um demônio? Um anjo? Alguma espécie de máquina? Um extraterrestre? Um turbilhão de pensamentos passavam pela minha mente (...)” Pág. 32

“-Pois é exatamente isso que estamos tentando fazer, Senhorita Lilian. Leva-la pra o seu verdadeiro lar, para cumprir seu destino. - Ele respondeu.” Pág. 41

Narrado em primeira pessoa, o livro se divide em 14 capítulos. A narrativa é em forma de diário, o diário de Lílian, uma das guardiãs do planeta Zodark.

“Meu nome é Lílian Moore,esse é o meu primeiro diário e eu sou uma guardiã.” Pág. 10

Lílian e mais um grupo de adolescentes são Guardiões vindo do Planeta Zodark, com a missão de proteger a Terra e o seu planeta de origem contra um grupo de rebeldes.

Quando comecei a ler fiquei empolgada. Do quarto capítulo em diante, travei.
Por ter achado algumas explicações muito longas, eu tinha que voltar e ler novamente, pois esquecia de algumas coisas. Muitas explicações sobre o planeta de origem dela, o que aconteceu, de como veio parar no planeta Terra e no Brasil, e etc. Talvez por ser o primeiro livro tenha sido necessário mais explicações para ambientar os leitores, mas achei que faltou um pouco mais de ação.

“ – (...) você ainda existe, sua mente está lá...mas as informações chegam para você de forma distorcida, o certo parece errado e vice-versa. Em seu subconsciente eles estão acordados, mas acreditamos que não saibam realmente o que estão fazendo, nem entendem que são eles obedecendo aquelas ordens. É difícil apenas explicar, o mais próximo que consigo elaborar é que eles acreditam estar em um teleneural, mas estão na vida real. “ Pág. 86

Por ser a protagonista, achei que Lilian não se destacou tanto quanto deveria. E talvez tenha faltado um pouquinho mais de atitude, ela reage somente no último capítulo.

Além de Lílian, existem outros guardiões. Gostei bastante de cada um ter um tipo de poder. Me lembrou os X-Men ( amo!).
Eles são denominados como sujeitos e cada um tem uma letra. A letra é referente à ordem de chegada.

Sujeito A: Patrícia  - Metamorfa
Sujeito B: Richard – Ouve,fala e controla os animais.
Sujeito C: Matheus – Controla os quatro elementos da natureza.
Sujeito D: Fagner / Sujeito E: Alicia – ambos têm poderes psíquicos.
Sujeito F: Peter – Teletransporte
Sujeito G: Lílian – Controla a energia. Pode criar, destruir e refazer o que quiser com a força do pensamento.


Apesar de ter achado as explicações muito extensas, é uma história com muitos elementos e bem variados, dá para perceber que o autor se preocupou com o enredo, com a construção dos personagens e com as explicações.  Achei isso muito legal, pois nem todos fazem isso. Parabéns B.R. Peruzzo!

Não posso me aprofundar muito mais, senão acabarei dando um baita spoiler.

A história continua em Diários de Extermínio : A Invasão, próximo livro da série.

Super recomendo para quem gosta de distopias!


Beijokas e até a próxima!











38 comentários:

  1. Oi Aline, uau que sinopse e resenha foi essa amei, não conhecia esse livro e pela capa pensei que não seria legal mas lendo a sinopse e a sua resenha mudei de ideia totalmente,esse é bem o tipo de gênero literário que eu gosto de ler já coloquei na minha lista de leitura bjs.

    ResponderExcluir
  2. O GÉNERO QUE GOSTOO,to apaixonada rssrs *---* ESSA RESENHA FOI OTIMA *u*

    ResponderExcluir
  3. Quando as explicações são extensas da um certo desanimo na leitura, mas gostei da capa, pensei que teria mais ação, acho que por ter lido guardiã me veio a mente muita agitação rs. Como gosto de distopias, quero ler, o enredo parece ser legal, pena ser em e Book.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maria, o que a Lu leu é e-book, mas os que estão à venda são físicos. O link para compra está no início da resenha. ;)
      Beijos.

      Excluir
  4. Olá, tudo bem? A capa está muito bonita mas não sei se a história me chamou muito a atenção. Me incomoda um pouco explicação longa, que "quebra" o ritmo da leitura e nos faz ter que voltar páginas algumas vezes. Por outro lado, achei legal que cada personagem tenha algum poder (realmente me lembrou X men, que eu tambem gosto! rsss)e que tenham sido bem construídos.

    Beijos,

    Mari
    cantinhodeleituradamari.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Já tinha lido uma resenha do livro, mas não tinha ficado empolgada com a leitura. ao menos não como fiquei assim que terminei de ler sua resenha.
    Amei a forma como você falou do livro e fiquei bem curiosa e pensando seriamente em dar uma chance a obra :)
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  6. Olá, Lu. Tudo bem?
    Confesso que a premissa do livro não me empolgou muito. Já li um livro com a premissa praticamente idêntica, só que não se passava no Brasil.
    Além disso, essas explicações mais longas podem me incomodar um pouco. É possível fazer explicações diluídas no enredo, o que deixa tudo menos cansativo. Vários autores fazem isso.
    O fato de cada um dos guardiães ter um poder também não me anima, até porque os poderes são bem clichês.
    Gostei da resenha. Bem explicativa.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do top comentarista de fevereiro. Serão dois vencedores!

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Bem interessante esse livro! Capa bem intrigante!
    Eu gosto de leituras que envolvam mistérios...e esse é recheado pelo jeito!
    Gosto tbém qdo o livro é em forma de diário, acho o máximo, me envolvo muito na história qdo é assim.
    Gostaria muito de ler!
    Um super bjo!

    Alê - Bordados e Crochê
    Facebook
    Twitter
    Instagram

    ResponderExcluir
  8. Oi, oi! Tudo bem? :)
    Tô com sentimentos confusos em relação a esse livro. Primeiro eu fiquei curiosa, mas ao final da sua resenha eu já fiquei com a impressão de que ele não é pra mim. Hahahah
    Beijinho!

    ResponderExcluir
  9. Sua primeira distopia?
    Eu amooo, leio tudo que aparece, meu gênero preferido ♥
    Achei muito a cara de X-man, mas não curti as explicações extensas e talvez não tão claras, já que vc voltou para ler várias vezes...
    Eu achei a premissa bacana, gostei de passar no Brasil, ser nacional, mas não fiquei com vontade ler por agora!
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Apesar de já ter lido alguns livros do gênero Distópia , A Guardiã não me chamou muita a atenção. Não consigo gostar de histórias contadas por meio da cartas ou diário, como nesse caso, então prefiro não apostar nessa leitura

    ResponderExcluir
  11. Sua resenha está muito boa, mas apesar de eu curtir distopias não me interessei muito por a história desse livro, no momento não pretendo ler, quem sabe futuramente.

    ResponderExcluir
  12. Olá... Lu, tudo bem??
    Super interessada nesse livro... na primeira resenha que li dele, curti a premissa, mas não fiquei tão empolgada... vendo o seu pontos de vista... minha percepção do enredo mudou... não sei se ando muito crítica com as distopias que é um tema que amo... que agora estou escolhendo com muita chatice o que vou ler desse tema... o autor tem que me cativar desde a capa, título e subtitulo rs... a capa já me conquistou desde o primeiro momento... assim que eu tiver a oportunidade com certeza vou ler... Xero!!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Sabe sempre no primeiro livro de uma distopia é necessária um explicação básica para o leitor não se perder no meio do enredo, mas pelo que to vendo eu acho que o escritor colocou explicação demais e deixa a ação de lado e eu também fiquei meio que pé atras com a protagonista já que ela parece ficar grande parte do livro só observando e vai resolver agir no final, por isso acho que vou dispensar essa leitura, mas boa sorte pro autor ^^

    ResponderExcluir
  14. Lu!
    Achei o mote bem interessante.
    Também gosto de livros onde existem poderes e um grupo que quer salvar o mundo.
    Uma pena não ter tanta ação, mas gosto dos detalhes e quando tudo vem bem explicadinho.
    “Saber é compreendermos as coisas que mais nos convêm.” (Friedrich Nietzsche)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Top Comentarista fevereiro, 4 livros e 3 ganhadores, participe!

    ResponderExcluir
  15. Até hoje só li uma distopia, e amei a leitura, depois disso não li mais nenhuma por não ter interesse, e por não gostar tanto de livros de fantasia, no entanto esse livro me chamou muito a atenção, além de ser nacional aborda uma história incrível, e muito bem construída, fiquei bastante interessada na leitura.

    ResponderExcluir
  16. Oi Lu, sua linda, tudo bem
    Que pena que as explicações foram feitas de uma forma que ficou um pouco cansativo para o leitor. Mas o enredo parece ser ótimo e adoro distopias, nunca li nenhuma que tenha o Brasil como cenário. Parece no todo uma boa leitura, vou deixar a dica anotada. Gostei muito da sua resenha.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/


    ResponderExcluir
  17. Oi Aline, tudo bem?

    Que bom que a história é bem trabalhada, eu gosto de distopias. E achei bacana por ela se passar em vários lugares diferentes do Brasil! Achei interessante.

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  18. Oi, tudo bem?
    Eu ainda não conhecia o livro, mas confesso que não me interessei muito. Ainda mais sabendo que tem trechos com explicações extensas, acho que isso pesa e cansa na leitura. De qualquer forma, valeu a dica.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. Super amei, com a sinopse não bateu aquele interesse em ler, mas com sua resenha fiquei louca. Quero muito ler, adoro esses tipos de gênero e já anotei na minha listinha. Beijos.


    potato-purple.blogspot.com
    youtube.com/potatopurpleblog

    ResponderExcluir
  20. Já estou amando o livro só pela resenha e meu status é "precisando"! Com certeza entrou na minha lista de desejos e espero ter a oportunidade de lê-lo em breve! Me lembrou um pouco "Eu Sou o Número Quatro" a questão de salvação, me lembrou também X-Man por conta dos poderes e afins.

    ResponderExcluir
  21. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  22. oi, tudo bem?
    acuei a premissa do livro interessante. Tambem gosto muito de X-Men, e seres semelhantes sempre me chamam a atenção. Porém, não leria por agora. Também não gosto de explicações longas, acho que fica cansativo. Sei que o primeiro livro de uma série é mais introdutório, mas esse tipo de livro pede uma boa dose de ação.
    beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Me pareceu interessante, gosto de distopias, e o fato dos "Sujeitos" terem vindo de outro planeta é bem legal.

    Abraços :)

    ResponderExcluir
  24. Olá...então distopia não é um gênero que tenho o costume de ler,mais esse livro me parece ser muito bem escrito,e achei super interessante ele se passar no Brasil,pois vejo muitos autores desse estilo retratarem a história em outro país ou em um planeta imaginário..enfim,de qualquer modo fico muito feliz essa retratação aqui no Brasil,pois lemos tantos livros estrangeiros e nacionais que retratam a história no exterior que até parece que no Brasil não têm nenhum bom cenário :/

    Outra coisa que achei interessante foi ser retratada os capítulos em forma de diário,o que eu acho muito legal,pois já li alguns livros assim de outros gêneros e acho que fica mais intimista!

    Para finalizar,queria parabenizar o autor,que com apenas 18 anos (fiquei passada rs)já escreve tão bem como é descrito. Parabéns e muito sucesso ;)

    ResponderExcluir
  25. Sinceramente não conheço nenhuma obra da autora, mas essa pelo o que pude notar é um pouco (muito) confusa, então eu passo essa leitura.

    ResponderExcluir
  26. Oi!
    Gosto muito de distopia e achei esse livro interessante parece que o autor consegue criar um mundo interessante e achei bem legal que ela acontece aqui no brasil !!

    ResponderExcluir
  27. Não conhecia esse livro, mas, confesso que ficção científica e aventuras não são lá o meu forte rs Apesar disso, o livro me pareceu muito interessante e ao ler em sua resenha que o mesmo apresenta vários pontos característicos do gênero, me deu até vontade de conferir.

    ResponderExcluir
  28. Oi Lu, tudo bem?

    Apesar de gostar muito de fantasia e distopia, esse livro não me interessou muito. Primeiro, pelo fato de algumas explicações serem muito longas e ficar um pouco perdida, segundo que por ser escrito em forma de diário, acho que não dá para passar tudo, e terceiro, pelo fato da protagonista não tomar muita iniciativa... acho que eu não iria conseguir me envolver com ela, e não gosto quando isso acontece. Mas achei bem legal a parte dos poderes.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima || Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  29. Li essa obra e vou te dizer, o autor tem uma imaginação danada. Assim como você, também achei que algumas coisas me lembraram ex-men... E como não, com todos aqueles adolescentes com poderes diversos?rs
    Quanto à protagonista, vejo como uma estratégia de evolução e amadurecimento da personagem que o autor pode estar planejando utilizar ao longo do livro seguinte.

    ResponderExcluir
  30. Pela capa até chamou atenção, mas a sinopse me deixou puco intrigada para saber mais. E vendo a resenha não sei se iria gostar. Parece legal, mas acho que seria um daqueles livros que eu leria por ler, sem esperar grandes coisas, então não fiquei muito afim.

    ResponderExcluir
  31. Olá Aline tudo bem, bom eu adoro distopias e leio com frequência, ao ler a resenha desse livro que ainda não conhecia não senti a pegada que os livros de distopia que tem como foco totalitarismo, autoritarismo, por opressivo controle da sociedade, como Liliam Moore é uma guardiã eu classificaria como ficção, a premissa empolga, quem sabe eu tenha a oportunidade de ler. Bjkas

    ResponderExcluir
  32. Oi, Lu!
    Apesar de gostar de histórias cheias de ação e aventura não curto distopias, não faz muito meu gênero, e sinceramente, também não gosto de histórias com explicações muito longas, não tenho paciência, prefiro mais ação... por isso e outros detalhes Diário de um exterminador: A guardiã não é um livro que pretendo ler.
    Mas sem dúvida desejo sucesso ao autor.
    Bjos!

    ResponderExcluir
  33. Oie, tudo bom?
    Leio muitas distopias e não conhecia esse livro ainda. A premissa é um pouco diferente, mas não curti o fato de ter explicações grandes e detalhadas. Acho que isso faz a história perder o ritmo. Apesar disso, é uma trama que não descarto porque gosto muito do gênero.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  34. Amei a capa.
    Amo distopia, ainda não tinha conhecimento do livro, mas amei além de fazer meu gênero achei maravilhoso o tema.
    Esse com certeza vai para minha lista.

    ResponderExcluir
  35. Achei a capa linda, não gosto muito de literatura nacional (não sei porque)mas esse livro parece ser muito bom e adoro distopia.

    ResponderExcluir
  36. Amo livros assim, mas pelo jeito esse deixou dúvidas, não foi tão fluido.
    Acho que se tiver a oportunidadel, lerei sim!
    bjs

    ResponderExcluir

Quem Escreve

Aline (Li), taurina, turismóloga, paulista de Ribeirão Preto, apaixonada por séries de TV e compulsiva por livros (se estiverem em promoção, então..rs). Amo ler! :)



Colaboradora

Luciana (Lu), Ribeirão-pretana, virginiana e perfeccionista. Cake Design. Danço nas horas vagas por paixão e para relaxar. Amo artesanato, praia, filmes, seriados e claro, livros!

Seguidores

Facebook

Instagram

Editoras Parceiras





Universo dos Livros


Editora Arwen



Astral Cultural


Chiado 

Editora

Butterfly Editora


Mundo Uno Editora

Últimas Resenhas

Total de Visualizações

Acompanhe via E-mail

Classificação

Pesquisar no Blog

Arquivo do blog

Publicidade