quinta-feira, 19 de maio de 2016
24

[RESENHA] Canção do Cuco - Frances Hardinge

Lido em: Maio/2016
Título: Canção do Cuco
Autor(a): Frances Hardinge
Editora: Novo Século
Gênero: Suspense / Young Adult
Ano: 2015
Páginas: 320
ISBN: 9788542805192
Onde comprar: Submarino  ||  Saraiva
Skoob





Sinopse: Você desperta após um acidente. Você sente uma fome constante e implacável. Você acorda durante a noite várias vezes, com folhas e terra em seus cabelos. Objetos inanimados tentam te atacar. Você atrai tesouras. Em seu pranto, no lugar de lágrimas, teias de aranha brotam como fios de desespero. Sua irmãzinha passa a ter um medo incontrolável de você...
Assim tem sido a vida da jovem Triss Crescent. Aos poucos, ela descobrirá que o mal com o qual tem convivido é mais estranho e terrível do que ela jamais poderia imaginar. Tomada por dúvidas, ela parte numa jornada frenética em busca do Arquiteto, projetista de prédios, pontes e destinos sombrios.
Acompanhe Triss nesta arrepiante fábula da premiada escritora britânica Frances Hardinge, que desponta como uma das mais incríveis contadoras de histórias de sua geração. Mas lembre-se: nada é o que parece. Nem mesmo você.

Biografia: Frances Hardinge é uma escritora de chapéu preto. Rumores dizem que ela é totalmente feita de veludo. Fontes confiáveis - que preferiram não se identificar - afirmam que ela tem uma irmã gêmea do mal que se veste de branco (mas não usa chapéu). Tais informações não puderam ser apuradas.
Frances nasceu em Kent, Inglaterra, onde o vento uivava, e sempre gostou de histórias sombrias. Ganhou notoriedade com a obra juvenil "Fly by Night", traduzida para mais de 15 idiomas e vencedor do Branford Boase Award 2006.
Seu mais recente trabalho, "Canção do Cuco", publicado no Brasil pela editora Novo Século, foi escolhido como um dos 100 melhores clássicos infantis modernos pelo Sunday Times e listado pelo CILIP Carnegie Medal.


Triss Crescent tem onze anos e está passando férias fora da cidade com os pais e a irmã, quando sofre um acidente. Ao acordar não se lembra de nada, tudo parece um grande buraco negro. Tudo que ela tem são fragmentos de lembranças e suposições sobre o acontecido. 
Coisas estranhas começam a acontecer e ela é tomada por uma fome insaciável, chegando a devorar bonecas e outros objetos. Sua irmã mais nova, Pen, se revolta contra ela e demonstra sentir um grande medo da irmã, além de ter atitudes que levam Triss a pensar que ela sabe muito mais do que demonstra.
Sem entender o que está acontecendo e cada vez mais confusa, Triss começa a investigar para descobrir as causas e consequências do acidente que sofreu. O que ela não imagina são as coisas sombrias e bizarras que estão por vir.

"Subitamente, o mundo encheu-se de segredos, e a menina os sentia com um nó no estômago. Estava com medo. Estava confusa. E estava com fome, fome demais para dormir." (p. 19) 

"(...) Não quis facilitar as coisas para eles nem acrescenta mais uma mentira na pilha de mentiras confortantes que parecia ser a única coisa que sustentava o teto." (p. 119)

"- O que eu sou?
- Boneca de pano, boneca de espinho, boneca do sétimo dia! Boneca cruel! Boneca assassina!" (p. 113)

Triss é uma personagem que me surpreendeu muito. Sua mudança de postura diante dos acontecimentos tornou a história ainda mais interessante. Determinada e destemida, enfrentou todos os obstáculos em busca das respostas que queria.
Pen também me surpreendeu, mas de um jeito diferente. A garotinha de apenas nove anos, é inteligente e astuta. No começo, pensei que ela fosse ser uma grande dor de cabeça para Triss, mas as reviravoltas da história mostraram o contrário. 

"(...) Aquele era o homem responsável por todos os obstáculos, toda confusão, os perigos...
... e pela vida dela." (p. 224)

"(...) O mundo quebra o tempo todo, e muda, e dança. Sempre mudando. É isso mesmo. É assim que tem que ser." (p. 319)

Frances Hardinge criou personagens magníficos, donos de personalidades únicas e marcantes. Destaque para Violet, namorada de Sebastian, irmão de Triss; Piers, pai de Triss; e Sr. Grace, o alfaiate.

Narrado em terceira pessoa, Canção do Cuco se mostrou bem mais "light" do que eu achei que seria. Pela capa e sinopse imaginei uma história totalmente diferente, daqueles suspenses aterrorizantes. Mas não foi isso que encontrei, a história é um suspense mas, apesar de sombria em alguns aspectos, não tem nada de aterrorizante. Ainda assim, a história conseguiu me conquistar. Com um enredo criativo, Canção do Cuco apresenta uma trama instigante.
Apesar dos inúmeros acontecimentos e cenas de ação, achei a narrativa um tanto arrastada em alguns momentos. O que fez com que eu desse nota quatro.

Ciúmes, inveja, amor, amizade, dor, Canção do Cuco nos coloca diante de lições que jamais imaginamos encontrar em uma história assim, e isto foi uma das coisas mais surpreendentes do livro.
Com um final inusitado, a autora conseguiu fechar a história de maneira satisfatória, sem deixar nenhuma ponta solta.

A capa é sinistra e maravilhosa. Edição caprichada, com ótima diagramação, folhas amareladas e boa fonte e espaçamento.





Recomendado para quem gosta de suspense sobrenatural.

Beijos.;)










24 comentários:

  1. Oi,
    Como você disse, a sinopse e a capa dão a sensação que o livro é assustador, e foi por isso que não gostei muito logo de cara, ou de capa, rs. Mas como você disse também que é só um suspense e não assustador até que fiquei curiosa, pois a estória parece bem interessante.

    ResponderExcluir
  2. Vou te confessar que no inicio não entendi nada, essa é uma sinopse bem complexa. Alem de falar de teias de aranha, animal que eu tenho pavor kkk
    Primeiro que a capa já passa pra gente o clima de tensão que é esse livro.. Comer bonecas? Nossa, que loucura!
    Só que pela sua resenha, eu percebi que o livro não é aquilo que eu imaginava, mas uma outra história. Bem, ai só lendo pra saber ne ? Kkkk
    Obrigada pela dica !

    ResponderExcluir
  3. Meu, que sinopse é essa? Também pensei que o livro fosse ser mega assustador e macabro! Mas pela sua resenha e os comentários aqui, vejo que não fui só eu que tive essa impressão! Se é mais light que aparenta eu não sei porque não li, mas olha, vou te falar que fiquei bem curiosa, viu?
    Essa edição parece estar muito linda também! Adorei a capa. Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Oi, Li!
    Nossa, achei bizarro essa fome incontrolável da Triss, e confesso que ao ler a sinopse também tive a impressão de que Canção do cuco seria um daqueles suspenses aterrorizantes, mas pelo visto também me enganei...
    Pena que em alguns momento a narrativa tenha ficado um tanto arrastada, mas apesar disso, se a oportunidade de ler esse livro surgir com certeza não a deixarei passar.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  5. que pena que o livro se tornou arrastado em alguns momentos. esse livro faz tempo que está na minha lista pois adoro um suspense.mas, sendo sincera quando eu vi a idade dos personagens achei que a autora ia maneirar na história (as vezes o politicamente correto é um ...)
    mas vou dar uma chance para poder comentar algo ^^

    ResponderExcluir
  6. Fiquei bem instigada com a sinopse, parecia ser um livro bastante confuso!, amo livros de suspense e sempre achei que esse foi bem chatinho, mas percebo que é fantástico, mesmo que algumas partes do livro sejam arrastadas, o mistério é bem agoniante, gostei da personagem pela maneira como descrita, achei linda a diagramação

    ResponderExcluir
  7. A capa e a sinopse me dizem que esse é um suspense com terror e por isso nunca tinha me interessado por esse livro nas vezes que li resenhas ou vi noticias sobre ele. Não sei porque eu esperava uma protagonista mas velha ao ver a capa e ler a sinopse, 11 anos (?!) é bem nova e apesar de você ter afirmado que esse é um suspense light, não me senti empolgada o bastante pra leitura, mas acho que pra quem curte o gênero é uma boa opção.

    ResponderExcluir
  8. Já tinha visto esse livro antes porém nunca parei para ver do que ele se tratava por causa dessa capa, não gostei muito dela não, bem macabra. Mas, agora que li sua resenha e descobri que na verdade a história não é tão aterrorizante assim, eu até daria uma chance ao livro. Eu gosto de suspenses no tanto que não envolvam muito o terror! Adorei a resenha :)

    ResponderExcluir
  9. Só pela capa e por tratar - se de um suspense,esse livro não entraria na minha lista de desejados rsrs, mas ,como vc disse ,que a história é bem mais light do que a sinopse faz parecer ,até fiquei um.pouco curiosa em saber mais da história de Triss.

    www.emcadapágina.com

    ResponderExcluir
  10. Olá, Li.
    Apesar de não ser tão sombrio quanto eu esperava, a premissa da obra me chama a atenção. Suspense sobrenatural não é meu forte, mas esse eu leria. Quero ver quais serão as descobertas da protagonista após começar a sua investigação.
    Ótima resenha.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de maio. Serão três vencedores!

    ResponderExcluir
  11. Adoro todas as historias que são sobrenaturais e quando vi esse logo me interessei, só não tinha lido resenha. Que estranho essa fome e comer bonecas achei bem inusitado, mas só lendo para entender né rs. Gostei da Triss por ser uma personagem que vai atrás do que quer, por ser forte. Pena que em algumas partes ficou arrastado.

    ResponderExcluir
  12. Pela capa tinha achado que seria um livro bem sombrio. Bom saber que não é, pois não gosto muito do tipo. Esse sendo mais leve me conquistou agora, deu vontade de conferir a história. Parece que tem personagens bem únicos mesmo e uma trama boa de ler.

    ResponderExcluir
  13. Oi Li!
    Já tinha visto o livro por ai, acho que tbm imaginei um livro mais pesado, apesar de não ser o meu gênero me interessei por ser um suspense mais leve mesmo. A edição esta linda mesmo a editora esta de parabéns!
    Bjs

    ResponderExcluir
  14. Saudações Lady Aline,
    Apesar de dizeres que o livro não é assustador como imaginavas, ainda me mantenho um pouco longe huahauhauahuaha
    A narrativa arrastada em certos pontos também dificultaria a minha vida nesse momento. Na fase de TCC estou guardando todas as minhas forças para as leituras infinitas de artigos e textos base para o projeto. Tenho preferido livros simples, geralmente romances que terminarei numa única tarde.
    Mas sem dúvidas guardarei o nome e resenha na memória: tenho amigos que o gostarão bastante da premissa!

    Venha visitar o Castelo
    Att Ana P. Maia ♛ The Queens Castle

    Resenha: O Segredo dos Elfos
    Música em Crônica: Felina
    Resenha: Um amor em Barcelona

    ResponderExcluir
  15. Olá, Li.
    Eu li um livro da autora recentemente e me apaixonei pela escrita dela. Gostei exatamente por uma coisa que você citou. Mesmo sendo um tema mais pesado ela escreve a história de uma forma mais leve. E é claro que vou querer ler esse também. E que capa linda é essa?

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  16. Oi Aline.
    Eu amei a resenha, queria muito ler esse livro, má estava com um pé atrás atrás respeito dele, fiquei bem curiosa, o livro tem uma premissa bem interessante, comer bonecas? Como assim kkk.
    Irei ler com certeza.
    Boa Tarde.

    ResponderExcluir
  17. Oi, tudo bem? Adorei sua resenha! Adoro suspense/terror, sobrenatural. Essa capa está tão bonita, imaginei um livro com um enredo bem mais forte, mais assustador. Mas de qualquer forma quero muito ler, com certeza vale muito a pena.Ainda não li nada dessa autora, mas creio que começarei bem, com essa obra. Já na minha lista de desejados. Abraços.

    ResponderExcluir
  18. Oi!
    Essa capa é bem chamativa e me assusta um pouco. Mas gostei bastante da história, principalmente por ser misteriosa e por conter esse aspecto sombrio.
    Gostei de saber que o livro é mais voltado pro suspense que pra terror, já que não curto muito o gênero. Mas gosto quando a trama é instigante e repleta de cenas de ação.
    A leitura ser um pouco mais lenta não me atrapalha em nada.
    Com certeza irei lê-lo!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  19. Vendo a capa e lendo a sinopse tambem achei que seria um suspense aterrorizante, mas pela resenha da para ver que não é. Lendo o terceiro quote fiquei muito mais curiosa. E esse negocio de comer bonecas e objetos? Que louco! A fonte utilizada no livro parece ótima. Com certeza é um livro que vou ler quando surgi a oportunidade.

    ResponderExcluir
  20. Essa capa e essa edição estão marailhosas!! Quando vi essa capa também pensei que seria algo bem "mais pesado".
    Fiquei bastante curiosa bastante curiosa pra saber o que aconteceu com a Triss, e acho que a Penn tem um papel fundamental na resolução desse mistério, acertei?, e principalmente pra saber sobre esse final inusitado.
    Adorei saber que os personagens secundários tem um destaque na história (adoro isso) e prentendo ler esse livro em breve.
    Adorei a resenha, beijo :)

    ResponderExcluir
  21. A capa chegou a me dar uma pontinha de medo, mas pela sua resenha acho q não é tão assustador assim ahahha... fiquei curiosa com relação aos desenhos do interior do livro, tem alguma coisa relacionada à história?

    ResponderExcluir
  22. Eu AMEEEEI a capa e também AMEEEI sua resenha!!!
    É a primeira resenha que leio do livro, e achei o máximo, porque estava querendo, mas estava com medo de ser muito assustador kkkk
    mas pelo jeito, é bem dinâmico, traz reflexões importante, e tem personagens marcantes também! =)
    bjss

    ResponderExcluir
  23. Oi!
    Quando vi esse livro pela capa, pensei que serie uma historia bem mais assustando, mas mesmo sendo mais um suspense que uma historia de terror não é um livro que me chamou atenção, achei as personagens interessante principalmente a Pen por ser tão nova mas com tamanha astucia e fiquei curiosa sobre a Triss, mas não foi uma historia que gostei !!

    ResponderExcluir
  24. Pensei que o livro era um terror, daqueles horripilantes!
    A capa é linda e passa essa impressão.
    Mas mesmo não sendo, a história me chamou bastante atenção. só achei estranho a idade das garotas, não costumo ler livros com personagens tão jovens.

    ResponderExcluir

Quem Escreve

Aline (Li), taurina, 36 anos, turismóloga, paulista de Ribeirão Preto, apaixonada por séries de TV e compulsiva por livros (se estiverem em promoção, então..rs). Amo ler! :)



Colaboradora

Luciana (Lu), Ribeirão-pretana, 31 anos, virginiana e perfeccionista. Cake Design. Danço nas horas vagas por paixão e para relaxar. Amo artesanato, praia, filmes, seriados e claro, livros!

Seguidores

Facebook

Instagram

Editoras Parceiras





Universo dos Livros


Editora Arwen



Astral Cultural


Chiado 

Editora

Butterfly Editora


Mundo Uno Editora

Últimas Resenhas

Total de Visualizações

Acompanhe via E-mail

Classificação

Pesquisar no Blog

Arquivo do blog

Publicidade