quinta-feira, 20 de outubro de 2016
14

[RESENHA] Um novo dia para amar - Célia Xavier de Camargo

Lido em: Outubro/2016
Título: Um novo dia para amar
Autor(a): Célia Xavier de Camargo
Editora: Petit
Gênero: Romance espírita
Ano: 2016
Páginas: 392
ISBN: 9788572533041
Onde comprar: Saraiva  ||  Livraria Cultura
Skoob



Sinopse: Quem nunca ouviu da boca de uma criança histórias sobre seus amigos invisíveis ou relatos de experiências vividas em outro período na Terra? Nesta obra, Valéria, diretora de uma escola de crianças e adolescentes, nunca tinha presenciado nada incomum entre eles, quando, de repente, começam a apresentar comportamentos estranhos. Profissional comprometida com o trabalho, Valéria fica desorientada. Ao buscar ajuda, conhece o médico Maurício, que a levará a compreender que apenas conhecimentos pedagógicos e psicológicos não são suficientes para ajudar seus alunos.

Paulo Hertz, o autor espiritual, faz parte da Colônia Céu Azul e há tempos trabalha com jovens nos dois planos. Ele nos traz este romance para orientar pais, psicólogos e educadores a lidar com uma nova geração, cuja presença em nosso planeta tem o objetivo de auxiliar a humanidade em seu processo evolutivo.
Leitura indispensável para se entender esse processo de transição.


*Livro cedido em parceria com a Editora.




Valéria é diretora de um colégio de ensinos fundamental e médio. Desempenha seu trabalho com muito amor e dedicação. Até que estranhos acontecimentos começam a acontecer com alguns de seus alunos. Desesperada e sem saber como lidar com tudo o que está acontecendo, ela começa a procurar meios de entender e resolver os problemas. E é nessa busca por respostas que ela conhecerá Maurício, que a auxiliará em sua jornada e lhe apresentará muito mais do que ela pode imaginar.

"-(...) Não se permita nenhum momento de desânimo, que os companheiros desencarnados, desejosos de derrubá-la, aproveitarão de modo a criar mais confusão, não apenas com os alunos, mas também com seus funcionários. Assim, não se permita cultivar atritos com ninguém. O tempo todo deve estar vigilante para que não a envolvam em alguma situação desagradável, ou por uma palavra mal colocada, algo que se ouve errado. Enfim, os adversários do bem irão usar todas as oportunidades que tiverem de gerar atritos entre vocês." (p. 179)

Valéria é uma mulher íntegra, dedicada, atenciosa. Mesmo diante das adversidades, não se esconde da vida, pelo contrário, encara tudo de peito aberto. Dona de um grande coração, procura sempre ajudar as pessoas, fazendo tudo que lhe é possível.

Maurício é um médico que dedica seu tempo e amor ao trabalho. Centrado, carinhoso e dono de uma índole inquestionável, auxilia sempre as pessoas que lhe procuram. 

Valéria e Maurício se conhecem de maneira inusitada, mas desde o início sentem que algo os atrai. O médico ajuda Valéria de forma esclarecedora, oferecendo ajuda e explicações sobre tudo o que está acontecendo e como lidar com as diversa situações. Ambos acabam se aproximando e se envolvendo, mas o romance dos personagens não é o foco da história, embora se dê de maneira bonita, natural e gradual, sem nada forçado.

Dentre os personagens secundários, de fundamental importância para a história, gostei muito de Denise, amiga e braço direito de Valéria na escola; Celeste, amiga; e Daivid, José Antônio e Paulo, adolescentes que entraram de maneira desagradável na vida de Valéria, mas que com muito esforço e dedicação da diretora, se tornaram uma grata surpresa para ela.

"(...) Daimon era a designação que no passado se dava a "ser espiritual". Não tinha a conotação pejorativa e terrível que foi acrescentada posteriormente. Daimon, segundo Sócrates e Platão, era apenas "espírito". Muito depois, passou erroneamente, a significar "seres criados para o mal"." (p. 285)

Narrado em terceira pessoa, Um novo dia para amar trás uma visão abrangente dos acontecimentos, nos permitindo visualizar a situação como um todo. Com capítulos curtos e detalhes na medida certa, a leitura é bastante instigante e flui rapidamente. 

O que me fez solicitar este livro para resenha foi a curiosidade que a premissa me despertou, pelo fato de citar crianças e seus amigos invisíveis e outros acontecimentos incomuns em uma escola. Mas a história vai além. Entre diversos assuntos abordados na história, o que mais me chamou atenção foi a questão das drogas, que foi abordado de maneira clara e objetiva.

O que me agradou foi que além das soluções apresentadas para os problemas de Valéria, foi abordado também a questão dos problemas também no mundo espiritual. Dando uma visão mais ampla de tudo o que acontecia.

"Os nossos irmãos encarnados têm de estar abertos às novas necessidades das crianças. Espíritos preparados estão renascendo para trazer novas luzes ao planeta Terra. São crianças especiais, chamadas crianças índigo, em virtude da coloração da aura que apresentam quando vistas por médiuns videntes." (p. 386)

Recomendo a leitura pra quem gosta do gênero, para pedagogos e pessoas que trabalham com crianças e adolescentes, pois a história apresenta diversas questões pedagógicas, e indico também para quem tem interesse em conhecer um pouco a doutrina espírita, tendo em vista que na obra diversas questões da doutrina kardecista são abordadas e esclarecidas de maneira leve e simples de entender.

A capa tem a ver com a história. A diagramação é simples, as páginas são brancas, ótima fonte e espaçamento, não encontrei erros de revisão e o início de cada capítulo conta com uma delicada ilustração.




Recomendado!


Beijos. ;)






14 comentários:

  1. Ola lindona essa capa e diagramação estão lindas, eu adoro livros que nos fazem refletir e nos passam informações que podemos utilizar no dia a dia, gostei muito da premissa, adoro os livros da Editora. Dica mais que anotada. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  2. Oiee ^^
    Ainda não conhecia esse livro, mas gostei da premissa dele. Mas, como não é o tipo de livro que eu estou querendo no momento, acho que não o leria. Parece ser bem diferente de tudo o que eu já li, achei interessante. Quem sabe mais para a frente, né? Já anotei a dica aqui :)
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  3. Oi Li!
    Já li alguns livros espíritas no passado e tenho um pouco de conhecimento sobre a doutrina, mas nunca li nada nesse sentido ligado à pedagogia, ou que se passasse num ambiente escolar e fiquei bastante interessada.
    Beijos... Elis Culceag.​ * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
  4. As editoras que publicam os livros espíritas ainda precisam investir mais em capistas, penso que assim como em qualquer outro estilo a capa convida e convence, principalmente aqueles que ainda não conhecem o autor e o estilo em si.
    Mas gostei de conferir suas impressões e apesar de seguir o Kardecismo não leio tantos livros desse seguimento. Além dos livros da codificação. Mas os poucos que li até agora gostei muito.
    Valeu pela sugestão. Beijos!!!!

    Leituras, vida e paixoes!!!!

    ResponderExcluir
  5. Eu não gostei da capa e só por ela não colocaria o livro na lista de leituras não... A premissa me pareceu interessante e até me despertou uma certa curiosidade mas parece que ficou faltando alguma coisa para realmente me fisgar e me fazer querer ler o livro.
    Acho que estou um tanto seletiva demais nesse final de ano, até porque estou com tantas leituras acumuladas que preciso colocar em dia...
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  6. Oi Li, tudo bem?
    Apesar de não ter o hábito de ler livros desse gênero fiquei interessada em saber um pouco mais sobre esse, parece ser uma leitura ao mesmo tempo leve e densa. Fico feliz em saber que o romance não é o foco e ocorre de forma gradual e natural. Como você mencionou acredito que seja um ótimo livro para pedagogos.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Eu adoro romances espíritas e esse por ter como tema crianças me chamou muito a atenção. Fiquei bem interessada em realizar essa leitura e já imagino que o o livro seja ótimo.
    Beijos.
    https://arsenaldeideiasblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  8. Não conhecia a obra ainda, mas assim como você a premissa me interessou bastante. As leituras da Petit são sempre muito reflexivas e lindas, né? Tenho certeza de que vou adorar a obra, até porque adoro romance espírita.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  9. Adorei sua resenha. Acredita que foi apenas esse ano que li meu primeiro livro espírita? até por isso, me interessei por saber que esse livro aborda algumas questões de forma leve, pois para quem ainda não tem muito contato com esse tipo de literatura é muito importante e ajuda a entender melhor.
    bjs

    ResponderExcluir
  10. Oi Aline, tudo bem?

    A premissa é realmente bem interessante, sem contar que faz tempo que não leio um romance espírita, já estou com saudades do gênero!

    Adorei a resenha!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  11. Oi Aline, a história do livro parece bem interessante mas não costumo ler livros com esse tema, não curto muito. Por isso deixo a indicação para outra pessoa. mas para quem gosta do gênero, me parece uma boa leitura.
    Bjinhos

    ResponderExcluir
  12. Oi Li, em toda minha vida de leitora li apenas um livro com a temática espírita e gostei bastante do que encontrei. O fato deste livro ser um romance e além de tudo tratar de questões pedagógicas (sou formada na área) me chamaram ainda mais atenção. Então obviamente foi bom saber que a narrativa não é forçada e flui muito bem, vou pensar se darei uma chance, mas é quase cetreza

    ResponderExcluir
  13. Olá,
    Confesso que não estou habituada a ler esse tipo de gênero, mas fiquei bem curiosa por conta do título e da capa que me chamaram bastante a atenção.
    É interessante saber que ele trata de algumas questões pedagógicas e acho importante a leitura por causa da minha formação (Licenciatura em Química), pelo fato de ter que lidar com jovens.
    Aparenta ser uma leitura bem agradável e fico feliz em saber que é uma leitura fluida.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Olá Aline, minha mãe está lendo esse livro e disse que a resenha vai ficar enorme rsrs... eu assim como ela adora livros espiritas e essa história tem tudo para me cativar.Bjs

    ResponderExcluir

Quem Escreve

Aline (Li), taurina, 36 anos, turismóloga, paulista de Ribeirão Preto, apaixonada por séries de TV e compulsiva por livros (se estiverem em promoção, então..rs). Amo ler! :)



Colaboradora

Luciana (Lu), Ribeirão-pretana, 31 anos, virginiana e perfeccionista. Cake Design. Danço nas horas vagas por paixão e para relaxar. Amo artesanato, praia, filmes, seriados e claro, livros!

Seguidores

Facebook

Instagram

Editoras Parceiras





Universo dos Livros


Editora Arwen



Astral Cultural


Chiado 

Editora

Butterfly Editora


Mundo Uno Editora

Últimas Resenhas

Total de Visualizações

Acompanhe via E-mail

Classificação

Pesquisar no Blog

Publicidade