segunda-feira, 28 de março de 2016
18

[RESENHA EM SÉRIE] Eu Me Chamo Antônio | Segundo Eu Me Chamo Antônio - Pedro Gabriel

Lido em: Março/2016
Título: Eu Me chamo Antônio
Autor: Pedro Gabriel
Editora: Intrínseca
Categoria: Literatura Nacional / Poesia
Ano: 2013
Páginas: 192
ISBN: 9788580574357
Onde comprar: Submarino  | Saraiva
Skoob



Sinopse: Antônio é o personagem de um romance que está sendo escrito e vivido. Frequentador assíduo de bares, ele despeja comentários sobre a vida — suas alegrias e tristezas — em desenhos e frases escritas em guardanapos, com grandes doses de irreverência e pitadas de poesia. Antônio é perito nas artes do amor, está sempre atento aos detalhes dos encontros e desencontros do coração. Quando está apaixonado, se sente nas nuvens e nada parece ter maior importância, e, quando as coisas não saem como esperado, é capaz de enxergar nas decepções um aprendizado para seguir adiante. Do balcão do bar, onde Antônio se apoia para escrever e desenhar, ele vê tudo acontecer, observa os passantes, aceita conversas despretensiosas por aí e atrai olhares de curiosos. Caso falte alguém especial a seu lado (situação bastante comum), Antônio sempre se acomoda na companhia dos muitos chopes pela madrugada.




Lido em: Março/2016
Título: Segundo Eu Me chamo Antônio
Autor: Pedro Gabriel
Editora: Intrínseca
Categoria: Literatura Nacional / Poesia
Ano: 2014
Páginas: 192
ISBN: 9788580576290
Onde comprar: Submarino  | Saraiva
Skoob




Sinopse: Alter ego do autor Pedro Gabriel, Antônio é personagem de um romance que ainda vai ser escrito. Enquanto não ganha as páginas, ele expressa, entre um chope e outro, seus sentimentos em ilustrações feitas em guardanapos de papel.
Em Segundo Eu me chamo Antônio, além de frases irreverentes e poéticas, o personagem abre para o mundo as páginas do caderno em que escreve fragmentos de textos alguns de seus pensamentos mais profundos e explora sua criatividade brincando com frases e esboços rabiscados nervosamente. A arte de Pedro Gabriel expande-se para além dos guardanapos em ilustrações inéditas que pontuam essa nova obra.


Biografia: Nascido na capital da República do Chade, país localizado na região centro-norte da África, Pedro Antônio Gabriel Anhorn é filho de uma professora de História brasileira e de um suíço que tinha a ajuda humanitária como ofício. Educado em francês, chegou ao Brasil aos 12 anos de idade — e até os 13 anos não formulava uma frase correta em português. A partir da dificuldade na adaptação ao idioma, que lhe exigiu muita observação tanto dos sons quanto da grafia das palavras, Pedro desenvolveu talento e sensibilidade raros para brincar com as letras. Para seu livro de estreia, realizou uma curadoria que reduziu mais de mil criações para as cerca de 100 peças que habitam as 192 páginas da obra, sendo 90% inéditas. 

Geralmente quando faço Resenha em Série, falo sobre um livro, depois sobre o outro. Mas hoje falarei sobre os dois livros juntos.


Sensibilidade poética que encanta. 

Muitas idas aos bares, chopes, sentimentos e guardanapos desenhados. Assim surgiu Eu me chamo Antônio.

Eu me chamo Antônio e Segundo eu me chamo Antônio são livros de leitura rápida, mas especiais, carregados de reflexões. Uma dose de amor, outra de ironia e um choque de realidade. Como não se identificar com o amor, os desencontros ou a saudade?

Muitas vezes apenas uma frase é suficiente para nos fazer pensar, e os livros de Pedro Gabriel estão repletos de frases assim. Mergulhamos em seu mundo e absorvemos seus sentimentos. Ou seriam nossos? 
Por vários momentos me peguei divagando durante a leitura. Pessoas, sentimentos, lembranças, tudo vem à tona com a frases desenhadas e o jogo de palavras nos guardanapos de Antônio

A diferença entre os dois livros, além das frases, claro, é que no segundo além dos guardanapos, tem também trechos de alguns textos aleatórios, sem contar as lindas ilustrações do autor que definitivamente deram um charme a mais na edição. Os livros são uma verdadeira obra de arte. 
Eu amei os dois, mas Segundo eu me chamo Antônio consegue ser ainda mais intenso que o primeiro.

Falando da edição, mais uma vez a Editora Intrínseca mandou muito bem. O formato é menor e as folhas são mais grossas que o padrão. No final do livro tem a legenda de todas as frases, o que foi bem útil, porque algumas frases são tão desenhadas que foi difícil entender. Santo sumário! rs

Eu me chamo Antônio e Segundo eu me chamo Antônio, são livros para termos sempre ao alcance, são livros para a vida.




Diante de tudo isso não teria como não se tornarem favoritos e, claro, mais do que recomendados!


Eu Me Chamo Antônio








Segundo Eu Me Chamo Antônio







Facebook: Eu Me Chamo Antônio


Beijos.
http://literalizandosonhos.blogspot.com.br/2016/03/top-comentarista-17-marco2016.html










18 comentários:

  1. Awn, que livro lindinho! E eu percebi que curte esses livros com frases assim e de leitura mais rápida, não?
    Gostaria de ter a oportunidade de ler, me parecem muito interessantes <3 <3 <3
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Olá, Li.
    Pedro Gabriel tem uma sensibilidade acima da média. Impossível não se encantar com seus versos. Infelizmente, li apenas o primeiro, apesar de já ter o segundo em minha estante.
    A simplicidade e o jogo de palavras que envolve a poesia do Pedro encantam de uma maneira sem igual. Sem dúvidas, uma obra para ler, reler, rever e amar.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de reinauguração. Serão quatro vencedores!

    ResponderExcluir
  3. Oi, Li!
    Confesso que Eu me chamo Antônio e Segundo eu me chamo Antônio não fazem meu gênero de leitura, mas acredito que sejam ótimas dicas para presentiar alguém pois as duas edições estão um encanto de tão lindas!
    Através das fotos que você colocou no final do post dá pra ter uma pequena noção do porque da necessidade da legenda no final do livro, santo sumário mesmo, hein?!
    Ps: linda essa última poesia no final!!
    Bjos!

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Que graça <3 Não sabia que tinha saído um Segundo eu me chamo Antônio kk; a ideia dele com os guardanapos é muito original e a escrita é simples, linda e tocante. Achei bem bacana colocaram uma legenda porque essas letras desenhadas são bem difíceis de decifrar. Adorei a poesia do final, mostra todo o talento do autor. Bjos!

    ResponderExcluir
  6. Oi Aline, sinceramente o livro não me chama a atenção, confesso que o livro é lindo, mas não é o tipo de gênero literário que eu gosto de ler, mas como sempre sua resenha esta maravilhosa bjs.

    ResponderExcluir
  7. só tenho ouvido elogios com esses livros, mas o que me ganhou foram as fotos, agora eu entendi pq tantos corações
    acho legal esse tipo de livro pq as vezes vc precisa de uma mensagem para o dia ai vc abre e tem uma reflexão. agora eles vão para a minha lista

    ResponderExcluir
  8. Acho esse livro curioso, a capa dele é meio estranha, e o titulo mais ainda, mas ele me chamou a atenção por ser ilustrado, o que amo

    ResponderExcluir
  9. Não li o primeiro, mas deve ser muito bom pelo que estou vendo do segundo. Adorei como são escritos e as ilustrações estão uma graça. Gosto de frases que nos faz refletir e nos dão um tipo acorda rsrs.

    ResponderExcluir
  10. Realmente linda essa edição, eu já gostei do livro, mesmo sem ler.
    Só muito fã de livros que nos faz refletir, eu sou uma pessoa muito área, penso tudo e não penso nada é tão bom quando pego aquele livro, que me faz viajar no tempo, refletindo, me deixa muito feliz, confesso que se fosse pelo nome eu definitivamente nem consideraria essa leitura, porém foi bom ler a resenha e deixar as criticas para depois, realmente fiquei impressionada.
    Espero muito em breve desfrutar dessa leitura.

    ResponderExcluir
  11. Saudações Lady Li,
    EU NECESSITO DESSE LIVRO! Pior é que já tive tanta oportunidade de comprar e deixei passar que não dá para me perdoar huahauahuahauha
    Ele é todo lindo, não tem nem lógica!


    Venha visitar o Castelo
    Att Ana P. Maia ♛ The Queens Castle

    Sophie em Paris
    Conheça o autor: Ana Martines
    Crônica: Nobre Tristeza

    ResponderExcluir
  12. Eu tenho o primeiro livro, e eu o amo!! Ele é maravilhoso, tanto nas poesias selecionadas, como na parte gráfica. Já faz um tempo que estou desejando o segundo, mas ainda não tive oportunidade de comprar. Pedro Gabriel é só talento e amor <3
    Amei a resenha, beijo!

    ResponderExcluir
  13. To com muita vontade de ler esse livro, mas por ser apenas de pequenas frases acabo deixando pra depois e lendo primeiro os que são de narrações de histórias.
    Enfim, já vi algumas fotos de frases e achei tudo lindo demais!
    Fiquei com mais vontade ainda depois do seu post ahaha
    xoxo

    ResponderExcluir
  14. Oi!
    Conheço o primeiro livro do Pedro que gostei muito, acho suas frases lindas e seus desenhos maravilhosos e vendo o lançamento desse segundo livro dele fiquei bem interessada pois com certeza e o tipo de livro para sempre temos por perto !!

    ResponderExcluir
  15. Não consegui ler ainda D=
    Gostei tanto dessa ideia do livro, acho muito legal livros de poesia assim. E é lindo, com frases bonitas e a parte gráfica dando ainda mais charme. Gostaria de ter os dois!

    ResponderExcluir
  16. Eu li/vi o primeiro livro e ameeeeei demaaais, que livrinho mais amorzinho, fofo, que graça!!!Tãooooo poético!!!
    Amei1!
    Agora preciso muito comprar o segundo!!!
    Adorei que postou as fotos, postas maaaaaais??
    bjoos
    Ana
    elvisgatao.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Livros que possuem reflexões, sempre me agradaram e tenho certeza que com Eu me chamo Antônio, não será diferente.
    Quero muito conhecer o trabalho do Pedro Gabriel, pois só leio comentários positivos sobre a escrita do autor.
    Espero adquirir os dois exemplares, ao mesmo tempo. <3 Haha

    ResponderExcluir
  18. Já tinha ouvido sobre os dois livros, mas eles não me chamaram a atenção, principalmente por que achei a capa meio sem graça (sim eu reparo primeiro na capa)e mesmo agora depois de ler a resenha não acho que leria, mesmo o livro sendo bem legal por dentro pelo que vi.

    ResponderExcluir

Quem Escreve

Aline (Li), taurina, turismóloga, paulista de Ribeirão Preto, apaixonada por séries de TV e compulsiva por livros (se estiverem em promoção, então..rs). Amo ler! :)



Colaboradora

Luciana (Lu), Ribeirão-pretana, virginiana e perfeccionista. Cake Design. Danço nas horas vagas por paixão e para relaxar. Amo artesanato, praia, filmes, seriados e claro, livros!

Seguidores

Facebook

Instagram

Editoras Parceiras





Universo dos Livros


Editora Arwen



Astral Cultural


Chiado 

Editora

Butterfly Editora


Mundo Uno Editora

Últimas Resenhas

Total de Visualizações

Acompanhe via E-mail

Classificação

Pesquisar no Blog

Arquivo do blog

Publicidade