sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017
8

[FAVORITOS] #9 Martha Medeiros

Olá!
Hoje é dia de Favoritos! :)






A autora da vez é Martha Medeiros. ♥


Martha Medeiros




Martha Medeiros é uma escritora, jornalista e cronista brasileira. É filha de José Bernardo Barreto de Medeiros e Isabel Mattos de Medeiros. Estudou no colégio Nossa Senhora do Bom Conselho, em Porto Alegre. É formada em Comunicação Social. Casou-se com publicitário Luiz Telmo de Oliveira Ramos, com quem teve duas filhas.

Martha Medeiros fez carreira na área de publicidade e propaganda, trabalhando nessa profissão em diversas agências de propaganda, em setores de criação e de redação. Em 1993, foi morar no Chile e abandonou a carreira publicitária para se dedicar à poesia. Ficou naquele país por nove meses.

Como jornalista, Martha Medeiros escreve crônicas para o jornal Zero Hora, onde possui uma coluna no segundo caderno. Também colabora para a revista Época.









Obras



  • Strip-Tease (1985) - Poesia
  • Meia noite e um quarto (1987) - Poesia
  • Persona non grata (1991) - Poesia
  • De Cara Lavada (1995) - Poesia
  • A Terra Gasta (1996) - Poesia
  • Poesia Reunida (1998)
  • Geração Bivolt (1995) - Primeiro livro de crônicas
  • Topless (1997) - Crônicas
  • Santiago do Chile (1996) - Guia de viagem
  • Trem-Bala (1999) - Livro de crônicas, adaptado para o teatro, sob direção de Irene Brietzke.
  • Non Stop (2000) - Crônicas
  • Cartas Extraviadas e Outros Poemas (2000)
  • Divã (2002) - Romance que deu origem a uma peça, a um filme e série de TV, todos estrelados pela atriz Lilia Cabral, no papel de Mercedes.
  • Montanha-Russa (2003) - Crônicas
  • Coisas da Vida (2005) - Crônicas
  • Esquisita como Eu (2004) - Infantil
  • Selma e Sinatra (2005) - Romance
  • Tudo que Eu Queria te Dizer (2007) - Adaptado para o teatro e estrelado por Ana Beatriz Nogueira
  • Doidas e Santas (2008) - Crônicas - Adaptado para o teatro e estrelado por Cissa Guimarães
  • Fora de Mim (2010) - Romance 
  • Feliz por Nada (2011) - Crônicas
  • Noite em Claro (2012)
  • Um Lugar na Janela (2012) - Contos e Crônicas
  • A Graça da Coisa (2013) - Contos e Crônicas
  • Paixão Crônica (2014) - Crônicas - Antologias
  • Liberdade Crônica (2014) - Crônicas - Antologias
  • Felicidade Crônica (2014) - Crônicas - Antologias
  • Simples Assim (2015) - Crônicas
  • Um Lugar na Janela 2 (2016) - Relatos de viagem





Meu favorito! ♥
Pretendo reler em breve.


                                                                  Imagens: Autorais e Google. 



                                                                  Desconstruções



                                                                  Este mês, ao invés de quotes, vou colocar uma das minhas crônicas favoritas da escritora: Desconstruções:


                                                                  Quando a gente conhece uma pessoa, construímos uma imagem dela. Esta imagem tem a ver com o que ela é de verdade, tem a ver com as nossas expectativas e tem muito a ver com o que ela "vende" de si mesma. É pelo resultado disso tudo que nos apaixonamos. Se esta pessoa for bem parecida com a imagem que projetou em nós, desfazer-se deste amor, mais tarde, não será tão penoso. Restará a saudade, talvez uma pequena mágoa, mas nada que resista por muito tempo. No final, sobreviverão as boas lembranças. Mas se esta pessoa "inventou" um personagem e você caiu na arapuca, aí, somado à dor da separação, virá um processo mais lento e sofrido: a de desconstrução daquela pessoa que você achou que era real. 

                                                                  Desconstruindo Flávia, desconstruindo Gilson, desconstruindo Marcelo. Milhares de pessoas estão vivendo seus dias aparentemente numa boa, mas por dentro estão desconstruindo ilusões, tudo porque se apaixonaram por uma fraude, não por alguém autêntico. Ok, é natural que, numa aproximação, a gente "venda" mais nossas qualidades que defeitos. Ninguém vai iniciar uma história dizendo: muito prazer, eu sou arrogante, preguiçoso e cleptomaníaco. Nada disso, é a hora de fazer charme. Mas isso é no começo. Uma vez o romance engatado, aí as defesas são postas de lado e a gente mostra quem realmente é, nossas gracinhas e nossas imperfeições. Isso se formos honestos. Os desonestos do amor são aqueles que fabricam idéias e atitudes, até que um dia cansam da brincadeira, deixam cair a máscara e o outro fica ali, atônito. 

                                                                  Quem se apaixonou por um falsário, tem que desconstruí-lo para se desapaixonar. É um sufoco. Exige que você reconheça que foi seduzido por uma fantasia, que você é capaz de se deixar confundir, que o seu desejo de amar é mais forte do que sua astúcia. Significa encarar que alguém por quem você dedicou um sentimento nobre e verdadeiro não chegou a existir, tudo não passou de uma representação – e olha, talvez até não tenha sido por mal, pode ser que esta pessoa nem conheça a si mesma, por isso ela se inventa. 

                                                                  A gente resiste muito a aceitar que alguém que amamos não é, e nem nunca foi, especial. Que sorte quando a gente sabe com quem está lidando: mesmo que venha a desamá-lo um dia, tudo o que foi construído se manterá de pé.



                                                                  Martha Medeiros, Crônica "Descontruções", 2003.





                                                                  Mês que vem tem mais. ;)
                                                                  Beijos.




                                                                  8 comentários:

                                                                  1. Oi, Aline

                                                                    Eu ainda não li nada da Martha Medeiros, mas tenho curiosidade, porque ela é muito bem comentada.


                                                                    Beijos,Lu
                                                                    Blog: Apaixonada por Romances “A leitura é uma porta aberta para um mundo de descobertas sem fim.”

                                                                    ResponderExcluir
                                                                  2. Oi, Li!
                                                                    Eu já ouvi falar da autora, mas nunca li nada. Gostei de saber um pouco mais sobre ela e não sabia que ela já havia lançado esse bando de livro.
                                                                    Beijos
                                                                    Balaio de Babados
                                                                    Promoção Quatro Anos de Minhas Escrituras

                                                                    ResponderExcluir
                                                                  3. Oi, Li.
                                                                    Que coleção linda você tem! Eu já li vários trechinhos da Martha Medeiros pela internet que me fazem ter vontade de conhecer suas obras. Seu post me fez colocar essa vontade nas urgências, rs.
                                                                    Beijos

                                                                    ResponderExcluir
                                                                  4. Oi, Aline
                                                                    Gente, essa autora escreve muito bem. Acredita que nem conhecia ela ainda, e nem sabia desse monte de livro publicados. Você têm vários.
                                                                    Adorei o post e conhecer a autora.

                                                                    ResponderExcluir
                                                                  5. Oi tudo bem, a unica obra que li da Martha foi Noite em Claro e eu amei, gosto muito do estilo da escrita e também dos pensamentos dela, por isso pretendo ainda ler mais das obras dela.
                                                                    Beijoos

                                                                    ResponderExcluir
                                                                  6. Nossa muito legal a ideia da coluna, ela ótima para divulgar o trabalho dos autores que você admira.
                                                                    Confesso que ainda não li nenhum livro da autora, mas pretendo mudar isso em breve. Foi ótimo saber um pouco mais sobre a vida dela e suas obras.
                                                                    Amei as dicas de leitura e a crônica final, tocante e verdadeira.
                                                                    Fiquei com vontade de ler uma crônica dela por dia. Beijos

                                                                    Leituras, vida e paixões!!!

                                                                    ResponderExcluir
                                                                  7. Olá!
                                                                    Parabéns por essa coluna! Ficou simplesmente sensacional! Ainda não li nada da autora, mas tenho muita curiosidade porque sempre ouvi falar muito bem.
                                                                    Beijos.

                                                                    ResponderExcluir
                                                                  8. Olá amiga, muito legal conhecer a Martha Medeiros, ainda não li nada dessa autora, mas fiquei bem curiosa, os títulos são bem instigantes. Dica anotada. Bjkas

                                                                    ResponderExcluir

                                                                  Quem Escreve

                                                                  Aline (Li), taurina, turismóloga, paulista de Ribeirão Preto, apaixonada por séries de TV e compulsiva por livros (se estiverem em promoção, então..rs). Amo ler! :)



                                                                  Colaboradora

                                                                  Luciana (Lu), Ribeirão-pretana, virginiana e perfeccionista. Cake Design. Danço nas horas vagas por paixão e para relaxar. Amo artesanato, praia, filmes, seriados e claro, livros!

                                                                  Seguidores

                                                                  Facebook

                                                                  Instagram

                                                                  Editoras Parceiras





                                                                  Universo dos Livros


                                                                  Editora Arwen



                                                                  Astral Cultural


                                                                  Chiado 

Editora

                                                                  Butterfly Editora


                                                                  Mundo Uno Editora

                                                                  Últimas Resenhas

                                                                  Total de Visualizações

                                                                  Acompanhe via E-mail

                                                                  Classificação

                                                                  Pesquisar no Blog

                                                                  Arquivo do blog

                                                                  Publicidade